Porto, Mares e Navios

Meditação do dia: 29/01/2020

 “Zebulom habitará no porto dos mares, e será como porto dos navios, e o seu termo será para Sidom.” (Gn 49.10)

Porto, Mares e Navios – Para quem gosta de desafios, aqui está uma boa pedida. Zebulom é o sexto filho de Jacó com Lia, e ao ser citado aqui nas descrições proféticas de Israel, foi citado uma destinação geográfica de seu território, na futura nação na Terra Prometida. Lendo Josué 19, parte disso literalmente se materializou, porque de fato o seu território ficou fronteiriço com a Fenícia, de onde Sidom era uma cidade estado, um reino local. Mas a outra parte, que respeito a herança costeira no Mar mediterrâneo, não aconteceu, pois essa frente ficou como possessão de Aser, uma outa tribo. Os registros no entanto, da história dessa tribo evidenciam que eles tiraram bom proveito de estarem na fronteira com o território fenício, que eram um povo habilmente comercial e especialmente exploradores dos mares. Os israelitas se beneficiaram dessa condição comercialmente favorável. Não fico nem um pouco incomodado com essas citações em relação a autenticidade das Escrituras e muito menos com a fidelidade de Deus ou uma falha de Israel, ao profetizar sobre a vida de seu filho. Também não vou provocar uma interpretação que fuja da realidade, só para satisfazer a minha mente racional. Acredito na inspiração das Escrituras e na integridade delas e sei que sempre que houver alguma condição que nos pareça diferente do usual, haverá sempre uma boa explicação dentro das próprias Escrituras, por que só a Escritura explica a Escritura. Se erve de consolo, a extensão territorial total da Terra Prometida por Deus a Abraão e suas fronteiras, até hoje não chegou a ser possuída na extensão máxima, como nos dias de Davi e Salomão, que foram as maiores extensões territoriais do Reino de Israel. Como foram Palavras de Deus, eu acredito que à seu tempo elas se cumprirão. Como as formas dos homens estabelecerem fronteiras são por meio de tratados políticos e acordos costurados pelas grandes potencias, satisfazendo interesses de aliados e impondo aceitações espúrias aos mais fracos, certamente tudo isso ainda será corrigido e a verdade prevalecerá. Olho para a fala de Israel e vejo ele comparando o filho como porto de navios. Isso é elogioso, pois um porto é sempre um símbolo de segurança, de riquezas e relacionamentos entre povos. Assim, todos precisam de um porto seguro, um lugar onde ancorar para descanso, reparos, restauração, reabastecimento, trocas, chegadas e partidas. Zebulom ofereceria isso para a nação, como sua contribuição. Para esse tipo de atividade precisa ser flexível, despojado de preconceitos, pois tem que lidar com o desconhecido, o diferente e ainda assim se manter fiel aos seus princípios. Isso tem ares de diplomacia, mediador e são qualidades que todos precisam admirar, respeitar e valorizar, pois são apreciadas em família, na igrejas e nas relações em todos os níveis.

Senhor, eu agradeço pelas lições que podemos aprender com tribos como a Zebulom que parecem oferecer tão pouco, mas são essenciais. A tua vontade se manifesta através da igreja e seus muitos dons aptidões e algumas pessoas foram dotadas de dons singelos e nem sempre notados, mas são importantes e úteis. Grande parte da obra missionária é feita por servos muito anônimos e a grande expressão da igreja se expressão em congregações pequenas. Cada um nós, somos preciosos diante de ti e amados, aceitos e acolhidos para servir como fomos dotados, e obrigado por esse espaço para os pequenos e não notáveis, mas que são bênçãos em todo lugar. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s