A Sepultura Nivela Tudo

Meditação do dia: 11/02/2020

 Ali sepultaram a Abraão e a Sara sua mulher; ali sepultaram a Isaque e a Rebeca sua mulher; e ali eu sepultei a Lia. (Gn 49.31)

A Sepultura Nivela Tudo – Inicio esta meditação com uma história jocosa, mas de propósito. Um homem que se chamava Máximo, detestava seu nome e fez de tudo até que conseguiu judicialmente o direito de mudar de nome e então se registrou como “João Saboroso.” Trabalhou, viveu sua vida e até se casou várias vezes. Alguns jovens visitando o cemitério se interessaram por uma descoberta, numa sequencia de lápides: “Aqui jaz … primeira esposa de João Saboroso; mais à frente, aqui jaz … segunda esposa de João saboroso; e assim até encontrarem seis dessas inscrições e finalmente encontram um em que dizia: “Aqui jaz João Saboroso.” Um dos visitantes exclamou: “Esse cara foi o máximo!” A morte corrigiu tudo novamente e mesmo sem saber ele foi reconhecido como ele de fato era. Todos nós tomamos decisões e muitas delas são importantes e irreversíveis, imutáveis e depois de decidido temos que conviver com as nossas escolhas feitas. Acompanhamos a história e Israel, desde quando nasceu, já agarrado ao calcanhar de Esaú seu irmão e toda a sua vida, suas lutas, conquistas e suas experiências com Deus. Essa familiaridade nos identifica com o personagem e passamos a gostar e torcer pró ou contra em determinadas circunstancias. Por exemplo, amamos histórias românticas e com final feliz, mesmo que o meio seja recheado de dor e sofrimentos, mas se der tudo certo, então compensou o que aconteceu. Foi assim que embarcamos na história de amor entre Jacó e Raquel, sua prima linda, trabalhadora, pastora de ovelhas, paixão à primeira vista, naquele encontro na beira do poço na periferia de Harã, na sua chegada à casa do tio Labão. Bom, depois de trabalhar duro para pagar o dote, chegou o dia e à noite de núpcias e Uau!!! Alguém foi enganado e lá na cerimonia ele se casara com Raquel e amanheceu ao lado de Lia, a cunhada nem tão linda assim. Não teve jeito, trabalhar mais até conquistar o direito de ter a amada de sua alma e viveram felizes, até que ela veio a falecer no nascimento do segundo filho Benjamim. Ela foi sepultada ali por perto, chegando em Belém Efrata, quando estavam à caminho de volta para Canaã, indo se encontrar com o pai Isaque. Fim da era romântica e vida que segue. Não temos registros mas anos mais tarde ele ficou viúve de Lia também e aqui ele declara que a sepultou em Macpela, a sepultura oficial dos Patriarcas, que se tornou um lugar reverenciadíssimo até aos dias de hoje pelos israelitas, sendo um lugar de peregrinação e turismo religioso. Todos torcemos pelo amor de Jacó e Raquel, mas a esposa que ocupou o lugar legítimo nos cenários e registros foi Lia. A morte se encarregou de nivelar o que a história e os sentimentos teimavam em modificar. Aqui, em vida, temos muitos e variados níveis de separação e classificação das pessoas, por critérios de riquezas, poder, autoridade, celebridade, fama e conquistas e anônimos e renegados. Do outro lado são todos mortos, ninguém leva nada, ninguém conquista nada, ninguém manda nada e os privilégios ficaram aqui em cima, ainda que continuem apregoando inverdades sobre o caráter e a bondade dos que se foram. A sepultura não diferencia ninguém! O cadáver de um herói em nada difere do de um covarde; um rico e outro pobre, não se identificam mais; o ilustre do anônimo; o religioso do incrédulo, ali tudo se universaliza. A diferença foi e será na vida verdadeira e nas escolhas certas que conduzem a vida eterna. Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir. Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação; Porque para isto trabalhamos e somos injuriados, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. Manda estas coisas e ensina-as (1 Tm 4.8-11). Observe as frases que fiz questão de sublinhar. Leve isso em consideração!

Senhor, obrigado pela formosa herança que está reservada para os fiéis e piedosos em fé no Deus verdadeiro e em seu filho Jesus Cristo, Salvador nosso. Somos gratos pela possibilidade real de construirmos uma vida segura e estável que perdure pelo tempo e pela eternidade, porque quem fez a promessa e nos sustenta é muito fiel. Confessamos a Jesus Cristo, como Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e se colocou como nosso redentor forte. Cremos, recebemos e nos firmamos nisso, segundo os Evangelhos e esperamos naquele que nos sustenta e não permite que nada e ninguém nos separe do seu amor e da sua salvação. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s