O Que Há Em Comum

Meditação do dia: 22/03/2020

Então responderam Raquel e Lia e disseram-lhe: Há ainda para nós parte ou herança na casa de nosso pai?(Gn 31.14)

 

O Que Há Em Comum – Pactos e alianças são celebradas entre duas ou mais partes, formando uma unidade forte e coesa, para que todos os lados se beneficiem, mas especialmente se liguem por elementos comuns. Alguém aí se lembra do tempo de escola primária, estudando matemática, com aqueles conjuntos de união e intersecção? É por aí! O elemento família, é comum e universal a todos. Mesmo variando de cultura para cultura, sobre os aspectos, os motivos e as formas de iniciar e finalizar, mas famílias tem em todo lugar. Os elos de ligação familiares são muito fortes, até pela questão de sangue; tendo o mesmo sangue, na hora do frigir dos ovos, como dizem os mineiros, prevalece a família e aí é todos contra todos, mas na minha família ninguém mexe. Lia e Raquel estavam mais amadurecidas como pessoas, e como mulheres, os filhos e as responsabilidades com o futuro dentro da aliança de bênção, eram fatores que amenizavam as desavenças e promovia a união entre elas, especialmente porque os filhos estavam ligados a isso; e quando se trata de filhos, as mães se derretem ou viram leoas acuadas e se tornam muito determinadas. Elas viram que o pai trabalhava mais pelos interesses próprios, mesmo com prejuízo da família e agora parece que ele adotara uma postura mais agressiva, aliado com os filhos, eram todos contra Jacó e sua turma; tidos como adversários e alguém que estava se apropriando dos bens e recursos deles e que certamente a qualquer momento levantaria acampamento e levaria as esposas e os filhos e bens; assim eles ficariam sem nada, se não tomassem alguma medida. As duas afinaram o discurso para fortalecer a posição do marido e enfrentarem juntas o adversário em comum – o pai. Elas estavam olhando para a herança espiritual dos filhos, na promessa de Deus a Jacó e agora era a hora de partir. Isso foi uma atitude de fé e coragem. Deixar tudo que conheciam, que lhes inspirava segurança e conforto e partir para uma terra, da qual fariam parte pela fé nas palavras de Deus, transmitida pelo marido Jacó. Quero lembrar aqui, para todos nós, cristãos importância do papel verdadeiro e legítimo do marido, como sacerdote e líder de sua casa. Líder do fé e do culto a Deus, mesmo que ele estivesse em terra estrangeira, sua fé e sua devoção permaneceram intactas e fortalecida dia a dia e transmitida e agora assimilada pelas esposas e pelos filhos. Há um paralelo na história de Jacó, porque como no início de todas as coisas, Deus, o criador afirmou: Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne (Gn 2.24). Jacó deixou pai e mãe e foi para outra terra e lá encontrou Lia e Raquel e constituiu família e mesmo sendo filho de fazendeiro rico, herdeiro de muitas coisas, deixou tudo e começou do zero e fez fortuna. Não é a fortuna que nos interessa; mas a liderança, a capacidade de lutar por aquilo que se crê. A pessoa pode nascer rica, mas não nasce preguiçosa. Trabalhar do ponto de vista da fé cristã, é um exercício da mordomia e da capacidade criativa e produtiva do ser humana, e daí se levanta o sustento e as provisões. Não se pode encarar o trabalho como resultado do pecado e uma espécie de maldição, pois não é. Trabalho é expressão dos dons e habilidades que todos precisam desenvolver e utilizar para seu próprio bem, de sua família e da sua comunidade, onde todos devem contribuir e participar. Jesus trabalhou e trabalha, Deus trabalha, o Espírito Santo trabalha, a igreja trabalha e um reino está sendo construído e firmado e isso não acontece sem trabalho.

Senhor, obrigado pelos dons e habilidades que nos foram dados como dádivas e através deles, se expressa a tua grandeza e capacidade de suprir e abençoar. Somos servos e mordomos de um Deus criativo, trabalhador e generoso, que efetuou uma grande obra para a redenção de toda a humanidade e tudo isso foi minuciosamente planejado e muitas etapas levadas a efeito até chegar o momento do Calvário. Te louvamos por tudo isso e agradecemos no nome poderoso de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s