Qual é o Preço

Meditação do dia: 03/05/2020

 “E dirigiu-se a ela no caminho, e disse: Vem, peço-te, deixa-me possuir-te. Porquanto não sabia que era sua nora. E ela disse: Que darás, para que possuas a mim?” (Gn 38.16)

Qual é o Preço – Criados em uma cultura capitalista, sabemos que não existe “almoço grátis!” Tudo tem um preço e um valor; saber a diferença entre esses dois elementos é uma tarefa mais complexa do que se imagina. Vamos simplificar bem para que todos possam captar a mensagem. Preço é aquilo que se paga por um produto ou serviço. Está na etiqueta ali, é só olhar ou perguntar. Valor tem outros componentes embutidos que são agregados e nem sempre podem ser mensurados somente em observar. Quando adquirimos algo por um preço abaixo do que o seu valor, dizemos que foi barato ou um bom negócio; o mesmo pode ser dito quanto se vende algo acima do seu valor, para quem vendeu foi um bom negócio. Quando lidamos com relacionamentos pessoais, tem coisas que não custam nada e valem muito. Quanto custa um “bom dia” acompanhado de um sorriso fácil? Não custa nada! Mas quanto vale? Tratar alguém com respeito e dignidade, custa tão pouco e vale tanto, não é mesmo. As escolhas que fazemos todos os dias revelam muto do que valorizamos e também do tipo de recompensa ou retribuição que esperamos receber. Estamos nesses dias agora, meditando na Palavra de Deus, seguindo os passos do patriarca Judá, o quarto filho de Jacó. Por alguma razão ele saiu de casa e foi habitar em companhia de pessoas estranhas a sua fé e seus costumes. Ele tinha uma aliança com Deus que lhe fora passada como legado, pois Deus, o Altíssimo havia escolhido seus bisavô, Abraão e o separara não só geograficamente dos seus povos e família, mas também espiritualmente, através de uma escolha de adorar e servir o Deus verdadeiro que se lhe revelara e lhe dera promessas grandiosas, que incluíam uma descendência grande como as estrelas do céu e as areias do mar. Essa aliança foi passada para o avó de Judá, Isaque, que por sua vez transferiu o legado para Jacó, ou Israel. Judá era um dos doze filhos e que se tornaria um patriarca e formaria uma tribo que formaria a nação eleita, para representar a Deus e difundir o culto a um só Deus, que não se fazia representar por figuras ou símbolos materiais. Um culto simples, sem muitas liturgias e sacerdotes, mas com um relacionamento de amizade e intimidade pela fé. Um povo especial e diferente se faz com pessoas especiais e diferentes. Dentre as maravilhosas promessas futuras, estava a vinda de um Messias Prometido que mudaria definitivamente o destino de todos. Judá estava consciente de que através deles, Deus abençoaria todas as nações da terra; portanto, espera-se um nível maior de separação e zelo. No nosso texto base de hoje, Jacó dirigiu-se a uma prostituta cultual que estava na beira do caminho, por onde ele seguia para o seu trabalho, lhe fez uma proposta de ter relações com ela, “Porque não sabia que era na verdade a sua nora.” E se soubesse? O que mudaria? Ao receber a proposta do “cliente,” ela perguntou-lhe o que ele estava disposto a dar a ela pelo serviço. É preço ou valor, do que se trata aqui? Qual o custo financeiro e qual o prejuízo moral e espiritual? O que lhe seria acrescentado e o que lhe seria tirado? Quando o mundo e o pecado nos faz um proposta, mostrando que é uma legítima promoção, está muito barato, bem acessível, está se referindo a preço ou valor? O que é que o pecado e o mundo valoriza? O que para um homem de Deus é valioso demais e não tem preço? Porque por causa duma prostituta se chega a pedir um bocado de pão; e a adúltera anda à caça da alma preciosa (Pv 6.26). Uma recomendação, para aprender sobre as consequências da imoralidade, leia com muita atenção, os capítulos 5 e 6 de Provérbios. Não é um texto só para os homens, mas ali se trata de pessoas e seus comportamentos. O princípio é o mesmo, para homens e mulheres de Deus e as atrações sedutoras que cobram um valor maior que o preço.

Pai, somos os teus filhos, herdeiros de uma vida de santidade e justiça que Jesus conquistou para nós lá na cruz. Pedimos sabedoria e capacidade de evitar o mal e apegar-nos ao bem e aquilo que trás dignidade e valor para nossas vidas. Pedimos graça para ficarmos firmes nos ensinamentos da tua Palavra que são Espírito e Vida. Obrigado pela provisão redentora, capaz de restaurar os que caíram em ciladas ruins e se desviaram por caminhos que os levaram para longe de ti e facilitou a queda e a quebra da aliança celebrada diante de ti, deixando a família em condições difíceis e à mercê da destruição. Proteja-nos e ilumine os nossos corações no temor do Senhor, todos os dias; em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s