Encontrado

Meditação do dia: 27/06/2020

 “E achou-o um homem, porque eis que andava errante pelo campo, e perguntou-lhe o homem, dizendo: Que procuras?” (Gn 37.15)

Encontrado – A história de um é a história de muitos! Quando visto de um ponto de vista único, todos os homens se uniformizam e o nivelamento acaba fazendo a média, que em essência prevalece sobre os pontos mais baixos, mas está também distante dos picos mais altos. O profeta Isaias faz uma descrição da situação vista dos céus: Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos (Is 53.6). estou mantendo a linha de pensamento da aprendizagem pelo caminho da tipologia bíblica; assim olhamos a saga de José, que está entrelaçada com a de seu pai Israel, pois o filho é a continuidade da vida e da história do pai; está também conectada à vida de seus irmãos e o que acontece a um, influencia a todos, pois faziam parte de um propósito maior e mais abrangente que nem eles mesmos viam primariamente tudo. À medida que a trama toda vai se desenvolvendo, cada peça vai assumindo sua posição de relevância e complementando a de todos. Foi assim que partiram de irmãos briguentos a uma grande nação unida e aliançada com Deus e com a própria história através da fé e da adoração ao único Deus e Senhor das alianças. A nossa história, também não é nada diferente, pois fomos alcançados e entramos numa aliança eterna, já em andamento e batizados num corpo já em pleno funcionamento, sob as promessas e as bênçãos de Abraão. José partiu para sua jornada – que era também a missão dada pelo pai – para encontrar os irmãos. Ele aqui, nessa cena é um de nós, seguindo o caminho mas por razões múltiplas, se afastou e se perdeu. Todos já vimos isso acontecer ao nosso redor e até conosco mesmo. Isso é totalmente humano, faz parte da vida de todas pessoas. Parte com um destino certo, com uma visão certa e até a motivação correta; Mas o caminho é longo e oferece alternativas, distrações e oportunidades até que se descobre já desorientado e perdido, longe do caminho e mais longo do alvo proposto. Como humanidade chegamos a um tal ponto que precisou de intervenção divina: “Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só” (Rm 3.12). Espiritualmente onde há uma necessidade, há também a fonte de recursos; de onde surgem os problemas, emerge também a solução; a causa das indagações é também de onde virá as respostas. Um homem envia o seu filho ao encontro dos irmãos, e um homem aparece para mostrar-lhe que estava perdido e necessitado de orientação e ajuda. Quem é esse homem? Pode ser eu, pode ser você, pode ser a igreja, mas sempre um homem estará sendo o instrumento de Deus para abençoar os demais homens. A doutrina da redenção mostra que todos os homens se perderam, mas a solução foi providenciada por meio de um homem, que veio de entre os homens. Missões, evangelismo, testemunho de vida e ministérios são homens levantados por Deus para mostrar aos outros homens a condição em que se encontram e o caminho de volta para encontrar os irmãos. Precisamos estar disponíveis a Deus e aos homens que são o nosso campo de serviço. Não importa o que façamos em nossas jornada e como ganhamos a vida em termos de trabalho; tudo termina sempre em gente, em pessoas. Deus ama pessoas, as perdidas, as já encontradas e as dispostas a encontrar as demais. Uns vão cuidar dos feridos, outros lidarão com treinar os resgatadores; uns estarão suprindo e provendo para os que vão e outros suprindo os que ficam e mantendo todos motivados, unidos e envolvidos. Tem lugar para todos, qual é o seu? Onde é seu posto. Você precisa ser encontrado e permitir se encontrar para continuar sua jornada.

Senhor, obrigado por vir nos encontrar quando estávamos perdidos e desorientados no caminho. Obrigado por sermos também os instrumentos expressão de teu amor por pessoas nesse mundo. Servir ao Senhor é servir também às pessoas. Abençoar pessoas é glorificar o teu nome e valorizar toda a obra da redenção que Jesus consumou lá na cruz. Obrigado, por esse tão imenso amor e cuidado. Nesse dia, queremos nos encontrar com o teu propósito e missão para cada um de nós. Estamos conscientes de que há trabalho a ser feito e muitas vidas para serem cuidadas e ajudadas, e a tua graça e o teu poder estará disponível a todos para a tarefa. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s