Enviaram a Túnica ao Pai

Meditação do dia: 20/07/2020

E enviaram a túnica de várias cores, mandando levá-la a seu pai, e disseram: Temos achado esta túnica; conhece agora se esta será ou não a túnica de teu filho. (Gn 37.31)

Enviaram a Túnica ao Pai – Uma definição bem simples sobre iniquidade, é “aquela maldade íntima no coração.” É uma espécie de maquinação do mal dentro da pessoa, que fica arquitetando meios de fazer o mal para se livrar de alguma coisa, ou para implicar outras pessoas e até mesmo para lucrar ou ver o dano no seu semelhante. Para algumas pessoas a felicidade, alegria ou prosperidade dos outros fazem mais mal a ele do que suas próprias derrotas e sofrimentos. Pessoas inteligentes também fazem bobagens na vida, e o uso do conhecimento e da sabedoria podem ser pervertidos ou ajustados para praticar o mal. O que na verdade é antídoto contra a iniquidade e o mal numa pessoa é o temor de Deus. O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência (Pv 9.10). Os filhos de Israel, ficaram obcecados pelo desejo de fazer o mal ao irmão, que foram dando passos cada vez mais em direção a um abismo moral e espiritual que terminaria os tornando em mestres de maus intentos. Não bastasse tudo o que fizeram, ainda acrescentaram enviar a capa suja de sangue ao pai, com um recado sádico e um argumento de dissimulação muito cruel. Tudo indica que eles não foram pessoalmente ao pai e entregaram a cada suja, mas o fizeram por meio de um mensageiro, pedindo para que o pai verificasse a capa e se de fato seria a do seu filho! O abuso de pessoas ressentidas e amarguradas, transferem as responsabilidades e até no trato verbal revelam desrespeito e se colocam como ausentes da realidade. O que nos seria aceitável, seria dizer que encontraram essa capa suja de sangue e ela se parece muito com a capa de José, nosso irmão. Mas eles disseram, “do teu filho.” Isso me lembra o irmão do filho pródigo ao se dirigir a seu pai para choromingar suas tristezas: Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado (Lc 15.30). O exercício de viver pela graça de Deus produz no coração do filho e servo de Deus o compromisso de se ver pelo ponto de vista  do Pai Celestial; Deus nos vê como somos, a  questão é como a perfeição de Deus lhe permite nos ver e como a nosso imperfeição nos impede de nos ver a nós mesmos como somos vistos  por Deus.  Salvos pela graça através da fé em Cristo, somos  visto EM CRISTO, assim o Pai nos vê perdoados, libertos, andando na luz de sua presença. Sem o exercício da fé, nos veremos sempre como caídos, pecadores sem consertos e assim, o que já nos é garantido pela redenção, fica de lado e focamos no físico e natural. Essa passagem dos filhos de Israel, ilustra a condição do homem que insiste em viver longe de Deus e não assumindo a sua postura errada. Transfere as responsabilidades para mensageiros, para não terem que olhar nos olhos do pai, e ver o sofrimento que seus erros produzem. Por mais severa que pudesse ser a disciplina que Israel aplicasse neles, ainda estaria razoável, porque ele não abriria mão de ver cumprido em sua casa as promessas da aliança com Deus. Cada filho seria uma tribo e  não poderia faltar nenhum. A imaturidade e o egoísmo deles os mantinham escravos de si mesmos. O salário do pecado sempre será a morte! Mas vida eterna sempre será um dom gratuito de Deus. Isso é verdade para todos os seres humanos, evangélicos ou não! Sem compreender bem o evangelho, não se pode pregar eficientemente esse mesmo Evangelho.

Pai, obrigado pela tua graça infinita e bondosa que nos afeta a todos, através da morte e ressurreição de Cristo, podemos todos ter acesso ao Pai. Precisamos da revelação do teu Espírito Santo, para compreendermos o efeito dos nossos pecados, mas  também o potencial da tua salvação, porque onde abundou o pecado, superabundou a graça. Em Cristo, somos agora aceitos, amados e acolhidos na tua família. Agradecemos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s