Os Dois Filhos de José

Meditação do dia: 29/11/2020

E nasceram a José dois filhos (antes que viesse um ano de fome), que lhe deu Azenate, filha de Potífera, sacerdote de Om.(Gn 41.50)

Os Dois Filhos de José – Não é segredo para os três leitores dessa meditação, que um dos meus temas bíblicos favoritos é as gerações. As Escrituras Sagradas tratam como muito preciosos os temas de família. As culturas, os povos e as nações se adaptam a tantos aspectos e produzem variações em todos esses processos, mas uma coisa muito firme em todas, sem exceção é a família. Sociologicamente ela recebe influencias e até diferentes estruturações, mas toda sociedade tem famílias. Todos nós viemos de uma família e não resta dúvida da sua importância nos propósitos divinos, e a vida de fé e obediência sempre incluirá uma família. A aliança de Deus com Abraão, que tem tudo à ver com a obra completa da redenção, inicia-se com a promessa de uma família. Deus o retira de um ambiente comprometido com o paganismo e os cultos falos para estabelecer com ele uma nova estrutura de fé e culto. A grande promessa que Abraão recebera foi justamente de gerar filhos, que seriam tão numerosos como as estrelas do céu. José era a quarta geração da promessa e eles quando foram contados nesse tempo já eram setenta pessoas. José estava envolvido com um grande projeto de armazenar víveres para suprir uma época de grande escassez e tinha muito trabalho. Mesmo sem termos um registro, percebemos que ele mergulhou de cabeça nessa tarefa e nem teve tempo para pensar em voltar para Canaã e procurar por sua família. Depois de tantos anos de vida segregada e sem aparentes perspectivas de um futuro melhor, a bênção chegou na vida de José e isso incluiu uma família. Nasceram dois filhos ainda nos tempos de fartura e abundancia. Olhem só, que  palavras poderosas de Deus no Salmo 112. Louvai ao SENHOR. Bem-aventurado o homem que teme ao SENHOR, que em seus mandamentos tem grande prazer.
A sua semente será poderosa na terra; a geração dos retos será abençoada.
Prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça permanece para sempre
(Sl 112.1-3). Posso ver nesses versos a importância das práticas da fé que tornará a pessoa candidata e eleita a prosperar. Tudo começa com o temer a Deus – não é ter medo, mas é reverencia, respeito. Em seguida ter grande prazer na Palavra de Deus; não é apenas ler ou ouvir, mas questão de prazer mesmo, gostar a ponto de investir na prática da Palavra de Deus. Em terceiro lugar, essa vida piedosa e de altos investimentos produz seus efeitos, que é uma semente poderosa na terra, uma geração de pessoas de retidão que é abençoada e terá suas casas cheias de riquezas e prosperidade. Isso forma um círculo virtuoso permanente de justiça perpetuando a bênção de Deus. Reconhecemos que todos que desejam trilhar essas veredas recebem muita oposição e pressão para se conformar com os padrões da mundo sem Deus. Como já escrevi em vezes anteriores, se queremos resultados diferentes, precisamos fazer coisas diferentes do que está sendo feito. As famílias ao nosso redor estão sendo destruídas, engolidas pelos pecados e pelas práticas contrárias as princípios divinos. A família cristã não pode se conformar e nivelar-se com eles para não se sentirem excluídos ou separados. A questão é que fazendo do mesmo modo deles, teremos os mesmos resultados que eles e isso não é bom e nem desejável. Quero fechar com a opinião do Apóstolo São Paulo: Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas (Fp 3.18-21). Quer ficar bem com o mundo ou com Deus? Quer resultados eternos e bons ou passageiros e frustrantes? Em que você está investindo?

Pai obrigado pelas tuas promessas. Obrigado pelos resultados que a tua Palavra promete e temos visto na vida dos servos que praticaram com verdade e integridade. Pedimos a bênção de sermos gerações abençoadoras e que produzem novas gerações mais justas ainda e que perpetuarão o favor do Senhor. Mais do que as bênçãos materiais e as prosperidades desta vida, queremos agradar ao Senhor e viver as tuas promessas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s