Manassés

Meditação do dia: 30/11/2020

E chamou José ao primogênito Manassés, porque disse: Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai.(Gn 41.50)

Manassés – “aquele que está entregue ao esquecimento” ou “o que está entregue ao perdão.” Nossas escolhas revelam nosso caráter, não tenho dúvidas disso. Em se tratando de caráter, o de José é irretocável na sua integridade de conduta e intenções. Ao pensar bem, refletindo sobre o que os textos sagrados dizem e o que também não dizem, enriquecemos nossas experiencias. Já ouviram falar numa tal de “síndrome do cachorro vira-lata?” As línguas pretas carregadas de peçonhas mortais, costumas atribuir ao povo brasileiro esse título, insinuando que via de regra o brasileiro valoriza mais as coisas estrangeiras do que as nacionais e tudo que não é brasileiro bom e dá status. É como se as pessoas dizem um complexo de inferioridade e subserviência, menosprezando e sentindo sempre inferior aos demais. Posso listar muitas razões que distingue os brasileiros de outros povos e algumas coisas dessas tem traços culturais fortes. Dois exemplos: Praticamente toda nação tem uma veste ou traje típico, que ostentam com orgulho em dias festivos e quando se apresentam fora de seus domínios. Qual é a veste típica dos brasileiros? Não temos. Só regionalmente aparecem uns poucos exemplos, mais ligados às atividades de trabalho, como do vaqueiro nordestino e gaúcho e “o caipira” para representar quem é do interior. Nossa nacionalidade – brasileiro, na época da origem do nome, era a categoria de pessoas que trabalhavam como cortadores de Pau Brasil. Se tornou o nominativo de nacionalidade, nenhum outro povo tem isso. Por outro lado, acredito muito nos planos e propósitos eternos de Deus que fez cada povo e deu-lhes o seu espaço e suas características peculiares. “E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação” (At 17.26). Estou dizendo, e afirmando que na minha opinião, nossa diversidade, miscigenação e peculiaridades que só se apresentam no Brasil e nos brasileiros é o que nos caracteriza e nos diferencia. Deus propositalmente nos fez assim e somos amados, aceitos, odiados e rejeitados por sermos quem somos. Isso não é maldição e nem ruim, é simplesmente distintivo. Jabuticaba é típico nosso; Pequi, uma fruta com sabor, odor único, não comparável a nada mais. Saudade é uma palavra que só existe no idioma português. Sou brasileiro com muito orgulho, sou de coração verde e amarelo duas vezes, pelo Brasil e por Goiás e não abro mão disso, por nenhum outro povo, pais ou cultura. José, nosso protagonista, viveu anos de opressão e sofrimento em terra estrangeira, ainda que fosse o maior império, o povo mais culto e desenvolvido de sua época, ainda assim para ele era melhor ser filho de fazendeiro em Canaã do que ser escravo de luxo no Egito. Quando foi liberto, ele entendeu acertadamente que esteve lá o tempo todo por vontade divina para aprendizado e serviço por uma causa maior que ele e maior que o próprio Egito. Mesmo com todas as portas abertas à fama, fortuna, prestígio, poder e autoridade quase sem limites, ele se manteve humilde e exemplar, disponível a Deus e às pessoas. Deliberadamente esqueceu da sua terra e de sua família pela sua missão de vida. Foi o que ele declarou ao dar nome ao seu primeiro filho. O passado ficou no passado e ele se dedicava a construir um presente e um futuro onde o favor de Deus alcançaria mais vidas. Se se ele sofresse de “complexo de vira lata,” talvez ele desse nome aos filhos homenageando, favorecendo ou bajulando alguém que lhe permitira subir na vida. Sua fé e sua convicção de que Deus estava no controle se manteve em alto nível. Como no quadro do programa do Raul Gil: Para José eu tiro meu chapéu, sempre!!

Senhor, obrigado por alimentar o nosso coração com uma fé e uma esperança que não desvanece nunca. Graças por tua bondade, por fazer com que haja compreensão dos teus planos e propósitos, de tal forma que a escolha de servir ao Senhor e ser fiéis em todo tempo, é muito edificante. Agradecemos a ajuda do o Espírito Santo que nos assiste e nos capacita a viver em alto nível para glória e honra do teu santo nome. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s