Ninguém Ficou Com Ele

Meditação do dia: 26/04/2021

“Então José não se podia conter diante de todos os que estavam com ele; e clamou: Fazei sair daqui a todo o homem; e ninguém ficou com ele, quando José se deu a conhecer a seus irmãos.” (Gn 45.1)

Ninguém Ficou Com Ele – Não gosto de solidão, mas aprecio muito a solitude e as razões estão no significado das palavras: “Solitude é um estado de isolamento e reclusão, é uma situação em que a pessoa não está em contato com outros indivíduos. Esse estado é geralmente decorrente de uma escolha pessoal. Diferente da solidão, a solitude está associada à sentimentos positivos, à alegria em estar sozinho.” José desejou ficar à sós no sentido de intimidade pessoal, para desfrutar daqueles momentos entre ele e seus irmãos. As pessoas que o serviam ou acompanhavam os fatos naquela manhã, eram estranhos àquele tipo de alegria e satisfação que ele teria. Foi uma escolha, com tantas outras acepções e razões do por quê ele preferiu daquele jeito. Mas como Meditação é pensar construtivamente com atenção e intenção, podemos acolher a idéia do quanto é importante nos isolarmos da presença de pessoas e permanecermos somente na presença de Deus, ou na companhia de pessoas com a mesma afinidade, para comunhão espiritual e edificação. Os momentos da vida são vividos dentro de certos protocolos informais e outros tantos muito formais, pois são impostos a nós por atividades de trabalho, estudo e outras tantas possibilidades. Não devemos compartimentar a vida, separando em quadrados sem conexões uns com os outros, mas podemos e devemos estabelecer limites onde nossas diversas atividades podem ser compartilhadas apenas com o grupo certo para interação apropriada. A família precisa de momentos à sós de forma que se construa laços fortes e sentido de pertencimento. Cônjuges precisam de momentos únicos só para eles. Assim, como individualmente todos precisam estar à sós consigo mesmo e se ocupar de ações muito pessoais. Nas relações sociais há espaço para ampliar as relações com familiares, amigos, colegas e indivíduos de interesses comuns e até coletividade maior. Mas em todos esses aspectos, precisa-se de sabedoria e domínio apropriado para não se ver refém de obrigações não suas ou não desejadas. A primeira idéia que me veio à mente com o tema de hoje, foi ver Jesus lá no Jardim do Getsêmani, quando se viu sozinho em momento de agonia e oração na aproximação da hora mais sombria que passaria na execução do plano de redenção. Os discípulos se entregaram ao cansaço e ao sono num momento que Jesus pediu apoio em oração. E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito. Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres. E, voltando para os seus discípulos, achou-os adormecidos; e disse a Pedro: Então nem uma hora pudeste velar comigo?” (Mt 26.37-40). O momento de solitude de Jesus, se tornou um tempo de solidão, porque seus companheiros cederam à pressão e ao cansaço do dia a dia. Paulo na sua preparação para servir no ministério nas bases que Jesus lhe revelará em sua conversão, escolheu isolar-se para meditar e orar. Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens. Porque não o recebi, nem aprendi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo” (Gl 1.11,12). Escolha ter um tempo à sós consigo mesmo e com Deus em torno de sua Palavra. A prática da meditação bíblica é inteiramente diferente das práticas de meditações seculares e místicas orientais. A Bíblia é nossa regra de fé e prática, sob a inspiração do Espírito Santo somos guiados ao aprendizado e ação. Nos outros processos quase unanimidade, é proposto um encontro com o “eu interior” e buscar o autoconhecimento e harmonia interior, pelo esvaziamento da mente e movimentos suavizados da respiração. Vejam que os propósitos são diferentes e finalidades também.

Pai, graças te damos por esse dia e a oportunidade de vivermos para a tua glória e o teu louvor. Queremos de conhecer e nos aproximarmos mais e mais para experimentarmos tudo o que tens reservado para cada um de seus filhos. Obrigado pela tua presença constante e abençoadora, nos atraindo em amor e comunhão. Em Cristo somos mais que vencedores e te adoramos por seres quem és, revelado em tua Palavra, Amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s