Tamar, a Nora de Judá (2)

Meditação do dia: 22/09/2021

“E deram aviso a Tamar, dizendo: Eis que o teu sogro sobe a Timna, a tosquiar as suas ovelhas.” (Gn 38.13)

Tamar, a Nora de Judá (2) – A terceira Lei de Newton afirma que as forças de ação e reação apresentam a mesma intensidade e a mesma direção, porém o sentido é contrário.Parece que Tamar já conhecia esse princípio e valeu-se dessa força para alcançar seus intentos. Ao escrever essa meditação bíblica sobre a pessoa de Tamar, uma cananeia esperta e astuta que entrou para a história do povo de Deus como uma matriarca de uma das tribos de Israel e uma tribo de fato forte e influente até os dias de hoje. A Bíblia narra os fatos como foram e a nós compete acolher as lições e ensinamentos que edificam e abençoam nossas vidas; aprendemos muito com nossos acertos, mas é evidente que aprendemos muito mais com os erros e derrotas que acontecem nos percursos da nossa jornada. O que sou hoje e o que você é e também o que estamos experimentando é resultado de toda a somatória de nossos erros e acertos e decisões que tomamos até agora. Semeamos e colhemos. Como vimos, Tamar havia perdido dois maridos sucessivamente e Judá, seu sogro perdera os dois filhos e agora ficara viúvo, sendo afetado emocionalmente com o luto e o pesar, mas enquanto ele passava por isso, sua nora estava observando a vida dele e as atitudes, posso dizer que ela o estudava fria e calculadamente para no momento oportuno, aplicar uma medida corretiva nele e assim também fazer valer os seus direitos. Ela foi avisada de que ele estava retomando suas atividades e estaria em determinado lugar; foi aí que ela colocou um plano ardiloso, sutil e muito calculado. Afirmo por iniciativa própria que ela fez isso, conhecendo as falhas de caráter e as fraquezas e tendências de Judá. Como sua nora e pela convivência ela sabia o que o atrairia e não é que ela tinha razão? Precisamos lembrar o que nos ensina Tiago, no Novo Testamento: “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Não erreis, meus amados irmãos” (Tg 1.14-16). Pela história dos patriarcas, nos lembramos que tanto Abraão, quanto Isaque lutaram para que seus filhos não se casassem com moças cananeias, porque o padrão de moralidade e escrúpulos eram muito lassos e o objetivo deles eram criarem uma linhagem santa e separada para edificarem uma nação comprometida com Deus e capaz de produzir uma linha sucessória genética e moralmente preparada para abrigar a vinda do Messias. A vida descuidada que Judá estava vivendo nesse período de sua vida, comprometia sua fé e abriu oportunidade para que sua Nora, procurasse empregar todos os meios que lhe fosse possível para gerar filhos da linhagem de Judá, para que assegurasse sua parte nas promessas de Deus, que certamente ela tomara conhecimento. Também, uma jovem senhora, duas vezes viúva, teria poucas oportunidades de uma vida realizável na sua cultura e no seu tempo, já que não tinha descendentes. Foi assim que ela atraiu a atenção e bem mais do isso do seu sogro e por esse caminho escuso, ela gerou dois filhos à Judá e com eles ela entrou para a família do povo de Deus. Vamos aplicar em nossas vidas algumas observações que o Evangelho de Jesus tem marcado nesses tempos todos; Ninguém é descartável para Deus e todo e em todo lugar que invocar o nome do Senhor será salvo e abençoado. Deus não faz acepção de pessoas e nem as impede de buscar realizações porque pecaram, erraram ou agiram mal, o arrependimento e a conversão são capazes de mudar tudo e assim a pessoa pode reescrever sua história. Tamar é uma prova disso, como eu sou e você também o é. Deus não levou em conta o nosso tempo da ignorância, mas nos alcançou com graça salvadora e generosa. Anos mais tarde, a história já contava sobre Tamar com uma perspectiva bem diferente daquilo que encontramos em Gênesis. Nos tempos dos juízes, talvez mais de quinhentos anos depois temos um  registro interessante, quando outro descendente de Judá estava se casando com uma viúva estrangeira, ele foi abençoado pelos cidadãos de sua cidade e familiares nos seguintes termos: “E todo o povo que estava na porta, e os anciãos, disseram: Somos testemunhas; o Senhor faça a esta mulher, que entra na tua casa, como a Raquel e como a Lia, que ambas edificaram a casa de Israel; e porta-te valorosamente em Efrata, e faze-te nome afamado em Belém. E seja a tua casa como a casa de Perez (que Tamar deu à luz a Judá), pela descendência que o Senhor te der desta moça.” (Rt 4.11,12). Entre os descendentes de Tamar alguns são de fatos famosos, como Boaz, que casou com Rute, mas também os rei Davi e Salomão e um famoso carpinteiro de Nazaré, conhecido como Jesus Cristo, o Leão de Judá! Outro registro que faço questão de mencionar é que ao descrever a incrível sabedoria de Salomão, o escritor o comparou a outros homens que foram muito sábios. “E era a sabedoria de Salomão maior do que a sabedoria de todos os do oriente e do que toda a sabedoria dos egípcios. E era ele ainda mais sábio do que todos os homens, e do que Etã, ezraíta, e Hemã, e Calcol, e Darda, filhos de Maol; e correu o seu nome por todas as nações em redor” (1 Rs 4.30,31). Esses homens aí eram netos de Tamar e Judá, filhos de Perez. Eles viveram nos bons tempos de José lá no Egito e devem ter aproveitado bem a oportunidade de estudar e desenvolverem-se. Se não fossem bons, não seriam usados em comparação a Salomão. Quero fechar essa meditação me alegrando com Tamar, porque ela mudou a sua história e entrou para a linhagem messiânica e de acordo com as palavras de um de seus descendentes, ela tinha muito do que se alegrar. “Grandemente se regozijará o pai do justo, e o que gerar um sábio, se alegrará nele” (Pv 23.24). Tamar foi de fato uma Tamareira muito frutífera e abençoadora.

Senhor, agradecemos pela oportunidade de viver e lutar por dias melhores sem nos acomodar com as dificuldades ou desistirmos dos nossos sonhos. A história de Tamar nos mostra uma pessoa batalhando pelo sonho de ser mãe e os filhos dela vieram a ser pessoas de bem e ajudaram a construir a nação escolhida e até mesmo a linhagem real da qual veio a servir de berço para o nosso Redentor. Podemos não entender certas coisas, mas podemos confiar que o Deus a quem servimos é sábio e grande o suficiente para cuidar de nós e da nossa vida como um todo. Quero interceder pelas irmãs, nos dias de hoje que batalham pela bênção e oportunidade de serem mães de filhos que sirvam ao Senhor e engrandeçam os teus poderosos feitos. Que elas sejam recompensadas pela fé firme e persistente de que tudo é possível e sendo dentro da tua perfeita vontade, irá acontecer milagres e maravilhas, mas as tuas Palavras se cumprirão. Agradecemos em nome de Jesus, em fé, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s