Junto A Um Poço

Meditação do dia: 24/11/2021

“Ouvindo, pois, Faraó este caso, procurou matar a Moisés; mas Moisés fugiu de diante da face de Faraó, e habitou na terra de Midiã, e assentou-se junto a um poço.” (Êx 2.15)

Junto A Um Poço – Em nossas meditações diárias, procuramos aprender com as experiencias das pessoas que andaram por aqui bem antes de nós, e que tiveram experiencias de vida muito semelhantes as nossas e que também dependeram de Deus e de sua fé para superarem as adversidades e deixarem seus nomes na história. A história cabe todos, não rejeita ninguém, mas também é imparcial e justa, pois fatos são fatos e mesmo que trabalhem registrar distorções e favorecer esse em detrimento daquele, fica sempre as marcas do que realmente aconteceu. A fé judaico-cristã aceita pacificamente que um dia todos comparecerão diante de um juiz justo para prestar contas de tudo. Sendo assim, inferimos que há registros verdadeiros de tudo e de todos, que revelação as verdadeiras motivações e intenções que exteriormente nunca foram vistas. Aqui acolho a verdade paulina, que sempre olhamos só pelo lado do inédito e do bem à nosso favor, mas que pode ter também o efeito reverso: “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam” (1 Co 2.9). Como dizemos: Surpresas acontecem. Estamos vendo Moisés, uma pessoa como nós, de carne e osso, com sentimentos, idéias e projetos, com riscos e tudo mais que é corrente entre os homens, tendo que lidar com adversidades maiores do que até então enfrentara. Estava sem a proteção do status familiar, sem guardas de segurança e enfrentou uma jornada solitária pelo deserto perigoso até chegar em um poço. Já vimos muitas histórias e muitas pessoas da Bíblia que estiveram à beira de um poço e aquilo fora marcante para elas e tiveram experiencias maravilhosas com Deus e com sua fé. Um poço, para determinadas pessoas, em lugares inóspitos, pode ser um grande achado, uma verdadeira preciosidade que pode inclusive salvar-lhe a vida. Um poço é um bom lugar para se descansar, refazer as forças e servir de ponto de partida para novas situações. Vamos acolher aqui a idéia de que após uma terrível travessia de um deserto e superar todos os perigos, incluindo os próprios medos e males interiores, chegar a um poço, pode ser reconfortador. É uma nova oportunidade, é um lugar de esperança e expectativas boas. Abraão foi um abridor de poços; Isaque também, além de desemtupir poços que os inimigos taparam; Jacó teve boas experiencias à beira de poços, Rebeca, Raquel, Agar, Davi, a mulher samaritana, o próprio Senhor Jesus. Para todos os casos citados, esses poços apareceram sempre em situações difíceis. Quem está passando e enfrentando momentos e situações difíceis pode persistir até encontrar o seu próprio poço. Lembre-se ali não é o fim, mas um ponto de repor energias e recomeçar a vida.

Senhor, obrigado por esses poços de reabastecimento e descanso para os caminhantes cansados e ameaçados. Reconhecemos a ti como a nossa fonte transbordante de alegria, suprimentos e paz interior. Queremos ser bênçãos e ajudar outros caminhantes que seguem em busca de te conhecer melhor e servir. Agradecemos a provisão, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s