Ir Agora

Meditação do dia: 22/03/2022

“Então foi Moisés, e voltou para Jetro, seu sogro, e disse-lhe: Eu irei agora, e tornarei a meus irmãos, que estão no Egito, para ver se ainda vivem. Disse, pois, Jetro a Moisés: Vai em paz.” (Êx 4.18)

Ir Agora – Moisés chegou em casa e não perdeu tempo! Colocou a família à par das decisões que tomara e da missão que Deus lhe dera. Ele pretendia partir agora mesmo, e começar o primeiro dia do resto de sua vida, fazendo aquilo para o qual ele fora criado e preparado. Quando pensamos em “agora mesmo,” podemos até estar agindo por impulso ou à serviço do imediatismo. Essa condição pode ser diferente para cada um de nós, assim como o chamado de Deus é diversificado de pessoa para pessoa. Deus tem prazer na sua criativa capacidade de fazer muitas coisas e nenhuma delas igual a outra. Ele pode fazer isso! Quando pensamos em missões, por exemplo, sempre a há um senso de urgência, porque os pecadores, que são alvos do amor de Deus e precisam ouvir as boas novas da salvação em Cristo Jesus, estão vivendo perigosamente em risco de se perderem por toda a eternidade. Muitos deles não tem nenhuma preocupação com a sua condição espiritual diante de Deus. Foram convencidos pela religiosidade ou pela cegueira espiritual que o deus deste século lhes impôs. Isso é missão da Igreja, despertar neles o sentido da visão espiritual e da sede de Deus, sendo atraídos para a luz da vida. Não podemos deixar de olhar aquelas perguntas feitas por Paulo aos romanos, ainda que elas sejam de retóricas, ou seja, perguntamos e já damos a resposta, ou já sabemos como responder. “Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas” (Rm 10.13-15). Até mesmo na metáfora da experiencia de Moisés, ilustrando a vida cristã, ele iria sair de sua casa e de tudo aquilo que lhe ocupava a atenção, para ir ao Egito, que representa o mundo sem Deus, sem salvação e onde muitas almas estavam presas, cativas, desesperadas por ajuda e a alternativa delas era clamar a Deus e esperar que Ele enviaria um mensageiro e libertador. Há uma música dos anos setenta, cuja letra diz: “Neste mundo há milhões, cujas vidas em grilhões, vivem sempre em desespero e pavor, dia e noite a clamar, para alguém lhes avisar; nós ouvimos seu lamento ao redor: Ninguém se importa por minha alma! Oh! Triste choro!” Ir agora, tem o senso de urgência por que essas almas se perdem se não forem alcançadas em vida. Também os pregadores são finitos em número e limitados em existência, uma hora eles param, são mortais e seus dias findam. Mas a igreja não, porque passamos o bastão de geração para geração sucessivamente, com o mesmo compromisso e determinação, até quando o Senhor voltar. Será que está na sua hora de “Ir agora?” Ou liberar alguém para “ir agora?” Uma geração é responsável por outra geração, a próxima geração!

Senhor, obrigado por nos dar a oportunidade de ir e servir em algum serviço, em algum lugar, para pessoas que são amadas por ti e que estão clamando por salvação e libertação sejam alcançadas. Pedimos um despertamento da nossa visão dos campos que estão brancos e aguardam para serem colhidos e aproveitados para que nãos e percam os frutos do penoso trabalho do Senhor Jesus lá na cruz e também daqueles que foram andando e chorando enquanto semearam a Palavra naqueles corações. Agradecemos essa oportunidade, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s