Sem Risco de Morte

Meditação do dia: 24/03/2022

“Disse também o Senhor a Moisés em Midiã: Vai, volta para o Egito; porque todos os que buscavam a tua alma morreram.” (Êx 4.19)

Sem Risco de Morte – O melhor lugar para se trabalhar, é ao lado de Deus, onde ele está atuando. É sempre uma parceria construtiva. Entre os muitos temores de Moisés em voltar ao Egito, estava também uma sentença de morte, decretada pelo Faraó. Fora por isso que ele tivera que fugir e deixar tudo para trás. Os anos se passaram, muita coisa mudou, mas estando distante ele não tinha como saber se as buscas por ele ainda estavam ativas. Quando saíra, ele pertencia a realeza, e certamente tinha bons contatos entre os nobres e familiares; agora ao retornar, era um plebeu, um foragido e procurado pela justiça. Acrescentemos a isso, que agora ele estava convicto de sua missão de libertar os hebreus do cativeiro a que estavam submetidos à muitos anos. Isso, iria pesar talvez até mais do que a sentença já existente. Por fim, uma nova revelação da parte de Deus: “…porque todos os que buscavam a tua alma morreram.” A minha introdução inicial dessa meditação visava isso; nós somos limitados no tempo e no espaço – só atuamos num único ponto por vez e no máximo obtemos informações sobre outros sítios que poderemos interagir. Deus não tem essas limitações e assim, enquanto ele trabalha conosco em algo, está também agindo em outras esferas, para que ali na frente, quando as coisas tiverem de convergir, estarão tudo em ordem. Enquanto Noé construía a Arca, outros detalhes estavam sendo preparado de modo que ao concluir, os animais já foram chegando, Noé não teve que fazer um safari e capturar com armadilhas e outros meios e arrastá-los para a arca. José, foi enviado ao Egito dezessete anos antes dos demais filhos de Israel para criar a estrutura necessária para a incubação da nação. Com Moisés e o Êxodo israelita foi da mesma forma, pois seria uma operação muito grande, dispendiosa e necessitava de muitos componentes em ação e também algumas barreiras precisariam serem removidas. Enquanto Moisés estagiava em Midiã, Deus cuidava de tudo o mais que ele iria precisar. Essas verdades, são também válidas para hoje, na minha vida e na de todos nós. As nossas necessidades não são desconhecidas de Deus e muito menos ele estaria ausente ou sem se importar conosco. Deus está vivo e muito ativo na execução de seu grande projeto de redenção, do qual todos nós estamos envolvidos e temos participação ativa, acredite. Deus planejou que tudo acontecesse para a vinda de Cristo, para se oferecer como preço de redenção por todos nós. “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos” (Gl 4.4,5). Enquanto estamos militando como Igreja na atualidade, os planos de Deus continuam em ação, porque em breve Jesus vem buscar a Igreja e isso é outra operação tremendamente dispendiosa, precisa e com muitos componentes de risco, que não podem atrapalhar o planejado. “Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto” (2 Ts 2.1,2).

Senhor, nós te adoramos com todo o nosso coração e alma; te amamos em resposta ao teu amor que nos alcançou com uma graça infinita e maravilhosa. Cremos que o Senhor está atuando plenamente em nossas vidas e na tua igreja para os teus planos que não podem ser frustrados aconteçam e muitas vidas sejam salvas. Queremos reafirmar a nossa consagração e comprometimento com a tua causa. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s