A Circuncisão Do Filho

Meditação do dia: 03/04/2022

“Então Zípora tomou uma pedra aguda, e circuncidou o prepúcio de seu filho, e lançou-o a seus pés, e disse: Certamente me és um esposo sanguinário.” (Êx 4.25)

A Circuncisão Do Filho – Repito com muita frequência nos ensinos para a igreja, que fazemos o que é certo porque é certo. Isso exige determinação e fé, pois temos que tomar decisões de assumir posições sozinhos, já que a maioria não pensa como nós e não agirão como nós, embora sejam cristãos e amem ao Senhor tanto quanto nós mesmos. Também, fazemos o que é certo, não porque é mais fácil, ou mais lucrativo e vantajoso. Nem sempre fazer o certo melhora nossa imagem ou nosso status ganha mais visibilidade. O cristão precisa agir e andar na luz mesmo quando não entende o que está acontecendo ao seu redor ou porque isso ou aquilo é o que se apresenta como sendo a perfeita vontade de Deus. Agimos pela fé, em obediência, mesmo quando não entendemos. A obediência sempre precede a revelação. Zípora, a esposa de Moisés se torna a personagem principal nesse trama, exatamente porque ela não entendera o valor espiritual da circuncisão, que Moisés acreditava e realizara no seu filho primogênito e não o fez no mais novo, com todas as letras, podem ler que isso certamente aconteceu por uma tomada de decisão dela, que teria achado muito cruel com uma criança recém nascida. Agora ela mesma teve que fazer e às pressas porque valia muito salvar a vida do seu esposo e certamente todo o projeto que ele estava iniciando. Não vou, definitivamente aqui, argumentar em favor dessa ou daquela tese ou ideologia que se apregoa sobre a rivalidade entre homens e mulheres, sobre empoderamento feminino, porque cada coisa tem o seu lugar e o seu valor, bem como a sua importância. No Novo Testamento, o Senhor Jesus e os apóstolos ensinaram muito sobre a importância da coesão, da unidade, tanto é, que a figura mais apropriada para a Igreja, é a comparação a um corpo, como muitos membros, funcionando em harmonia e cooperação para o bem de todos. Segundo Jesus, um reino ou uma casa dividida contra si mesma, ela não prosperará, mas será conquistada ou destruída. Verdades espirituais existem para serem absorvidas, acolhidas sem fé e humildade, porque Deus está trabalhando para produzir o máximo em nosso favor com um mínimo de sofrimento e dor. O peso da redenção recaiu sobre os ombros de Jesus, não da humanidade; então se algo precisa ser feito,  então deve ser feito da maneira instruída por Deus. Zípora tinha a sua cultura, a sua fé e o seu ponto de vista sobre a vida e tudo mais; mas devia obediência à Deus e à sua Palavra. Sou pai e sou avô e como todos que estão nessa mesma condição sabem que ver crianças pequenas sofrendo, chorando, corta o nosso coração e até nos propomos se possível assumir aquela condição, porque damos conta de suportar; mas não tem como substituir. Como seres humanos, não nos acostumamos com a morte, a dor e o sofrimento – contudo, olhando para a obra perfeita da redenção em Cristo Jesus, ela é toda de renuncia, dor, sofrimento, ferimentos, açoites, espinhos, cravos nas mãos e nos pés, crucificação e morte diante de muito escárnio e zombaria. Jesus passou por tudo isso, Deus, o Pai, presenciou tudo isso, o Espírito Santo estava presenciado, e não é difícil ver os pregadores e os cristãos em geral falarem do Calvário, sem nenhum pesar, sem se identificar com a dor e o sofrimento de Jesus. Enquanto a pessoa não se identifica com a obra da cruz, ela não está apta a ser beneficiada com a salvação. Zípora queria salvação sem cruz, libertação sem sofrimento, bênção sem preço pago! Isso não existe! A verdade não é feita só daquilo que eu conheço, entendo e aceito. Por isso, que fora de Deus, fora de Jesus não há salvação.

Senhor quero agradecer, por entender o valor daquilo que aconteceu lá no monte Calvário e naquela cruz; ali havia três cruzes e três homens crucificados. Enquanto um morria nos seus pecados, outro morria pelos seus para os seus pecado e o outro morria pelos pecados de todos nós! somente um daqueles, pode produzir salvação em abundancia e disponível a todos os demais pecadores. Mesmo que não entendamos “O Por Quê” de certas coisas prescritas na tua Palavra, podemos acolher pela fé, sabendo que o Senhor é santo e justo em todos os seus caminhos e estará sempre fazendo o melhor por cada um de nós. sou, grato, somos gratos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s