Deixa-nos Ir

Meditação do dia: 21/04/2022

“E eles disseram: O Deus dos hebreus nos encontrou; portanto deixa-nos agora ir caminho de três dias ao deserto, para que ofereçamos sacrifícios ao SENHOR nosso Deus, e ele não venha sobre nós com pestilência ou com espada.” (Ex 5.3)

Deixa-nos Ir – “Manda quem pode, obedece quem tem juízo!” quem nunca ouviu essa afirmação ditatorial? O mundo sem Deus, sob o governo dos homens valoriza o poder pelo poder e cada um procura tirar o seu proveito da situação. Dominar e subjugar parece que está no DNA das pessoas. Numa tentativa de disputa de espaço e poder entre os discípulos, Jesus os corrigiu e reorientou-os sobre como as coisas funcionam no Reino de Deus, e seria bom eles se adaptarem o quanto antes e nós também. “Mas Jesus, chamando-os a si, disse-lhes: Sabeis que os que julgam ser príncipes dos gentios, deles se assenhoreiam, e os seus grandes usam de autoridade sobre eles; Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal” (Mc 10.42.43). Não é significativo o fato de Deus através de Moisés e Arão pedirem a Faraó que deixasse o povo ir? Chega a ser intrigante, porque em nossa imaginação, quem pode não precisa pedir é só ordenar! Já notaram que nas Sagradas Escrituras, Deus se relaciona com o homem e o trata com muito respeito e consideração? Ao criar o nosso mundo, Deus o fez para nele colocar o homem e desfrutarem de uma boa relação de amizade e comunhão, fazendo uma grande parceria de serviços e construírem algo grande, eterno e altamente recompensador para ambas as partes. A delegação de poder e autoridade foi feita e desde então isso é mantido em alto nível da parte do Criador. Nosso espaço e respeitado por Deus, que jamais invade, interfere sem notificar o que fará. “Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas” (Am 3.7). Deus sempre age pelo princípio de autoridade, isto é, ele respeita e leva em consideração a autoridade existente, e também exige que os seus servos também o façam, caso contrário o caos se instala e como dizemos nós: “Panela que muitos mexem, fica temperada demais ou sem tempero.” À título de informação e sugestão, seria bom quem não leu ainda, procurar ler o livro, AUTORIDADE ESPIRITUAL, escrito por Watchman Nee. Precisamos entender de uma vez por todas, que as autoridades existentes foram constituídas por Deus e é através delas que ele exerce sua soberania e governo. A rebelião e desobediência deliberada não é construtiva. Faraó recebeu a oportunidade de ceder à obediência sem precisar de força maior, pressão e castigos sobre ele e seu povo. Na conquista de Canaã, e nas guerras subsequentes os israelitas foram instruídos a oferecerem alternativas de rendição pacífica aos povos. “Quando te achegares a alguma cidade para combatê-la, apregoar-lhe-ás a paz. E será que, se te responder em paz, e te abrir as portas, todo o povo que se achar nela te será tributário e te servirá. Porém, se ela não fizer paz contigo, mas antes te fizer guerra, então a sitiarás” (Dt 20.10-12). Vemos isso com Caim, com a geração antediluviana, com Sodoma e Gomorra, os cananeus em geral e aqui com Faraó e também com os pecadores através do Evangelho pregado com oportunidade de se arrependerem e serem salvos. Isso merece mais reflexão de nossa parte.

Senhor, agradecemos a oportunidade dada a nós de nos arrependermos e nos convertermos dos nossos maus caminhos e poder deixar os nossos pecados e nos voltarmos para ti e ser assim aceitos, acolhidos em Cristo Jesus, perdoados e libertos de tudo o que nos escravizava e nos mantinha distantes de ti. Somos abençoados com a tua graça maravilhosa e pela oportunidade de sermos salvos em Cristo. Agradecemos de coração, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s