Amanhã Se Fará Esse Sinal

Meditação do dia: 20/07/2022

E porei separação entre o meu povo e o teu povo; amanhã se fará este sinal. (Ex 8.23)

Amanhã Se Fará Esse Sinal – Postergação, é uma atitude muito usual entre os seres humanos, ao contrário da diligencia que é uma virtude, as pessoas gostando ou não, adotam mais o hábito de jogar para frente, empurrar para amanhã o que se pode ou se deve fazer hoje. Nos meus dias de seminarista, internado numa comunidade cristã, com grande parte da liderança sendo composta por americanos, que trabalhavam para imprimir nos alunos um caráter cristão compromissado com as boas práticas, éramos muito cobrados e a disciplina era rígida. Então tínhamos nossos momentos de picardia com eles; brincávamos dizendo que os gringos cultivavam o que diz o adágio popular: “Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje.” A versão brasileira nossa lá era: “Deixe para amanhã o que se deve fazer hoje, quem sabe, não precisará ser feito!” Isso é muito Macunaímico! A sabedoria bíblica trabalha com a diligencia e condena a postergação: “Não deixes de fazer bem a quem o merece, estando em tuas mãos a capacidade de fazê-lo. Não digas ao teu próximo: Vai, e volta amanhã que to darei, se já o tens contigo” (Pv 3.27,28). Na Nova Aliança, Tiago foi nessa mesma linha de pensamento, orientando com uma palavra de exortação para que os cristãos utilizassem bem a sua fé para as boas práticas e socorressem as pessoas em necessidades, sem uma falsa espiritualidade. “E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e nào lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?” (Tg 2.15,16). Na proposta divina para Faraó, não era postergação, ou antecipar uma informação de juízo para aumentar a pressão e a ansiedade dele, sobre o que viria no dia seguinte. Na verdade, ele estava recebendo um tratamento de justiça e misericórdia, tendo tempo e oportunidade para se arrepender e voltar atrás na sua atitude de rebeldia e dureza de coração. O pecador sempre tem recebido de Deus oportunidade para optar pela mudança. Ninguém pe sentenciado e executado sem oportunidade de mudança. Por isso que pregamos o Evangelho aos moribundos e no leito da morte, nos momentos finais e os desafiamos a renunciar o pecado, confessar a Jesus como Senhor e Salvador e virarem o placar a ser favor ainda que na prorrogação. Aconselho a cristãos com pessoas em estado de coma, ou dificuldades de comunicação e consciência em hospitais, a exercerem a fé, falando de forma clara e concisa a mensagem de salvação, fazer o apelo e orar com ela pedindo que repita interiormente em fé, para que isso gera fé e a fé não falha! Se você pensa ou crê contrário isso, respeito e considero, mas já que é para exercer a fé, eu vou no que pode salvar uma vida.

Senhor, graças te damos pela vida eterna, que está disponível como uma porta aberta para que todo aquele que por ela passar seja salvo (Jo 10.9); as bênçãos que tens para nós hoje, elas chegam até nós por tua graça e bondade; assim como as disciplinas podem ser alteradas quando há arrependimento e conversão. Exercemos nossa fé, com base na tua graça salvadora, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s