Naturais e Estrangeiros

Meditação do dia: 18/11/2022

“Uma mesma lei haja para o natural e para o estrangeiro que peregrinar entre vós.” (Ex 12.49)

Naturais e Estrangeiros – Determinados textos da Bíblia nos remete de imediato a outros e à verdades que passam quase que desapercebidos em nossas rotinas de leitura e estudos, mas quando paramos para apreciar as pequenas porções, nos deparamos com essas partes deveras interessantes e edificantes. Nada na Bíblia e por acaso ou acidente de percurso. Quase sempre olhamos para as coisas com um olhar micro, reducionista, mais focado no agora, no perto e que nos diz respeito ou temos interesse no momento. Deus, é claro não tem esse problema, e contempla tudo por todos os ângulos simultaneamente, de modo que nada lhe escapa ou deixa de ser cuidado. Deus ama todas as pessoas, porque todas elas foram criadas por ele e são sustentadas por sua graça e poder; ele tem propósitos para com cada uma individualmente, seu foco de amor é personalizado, e ninguém está fora do seu campo de visão e ação. Somos nós, humanos, que setorizamos as coisas e tentamos enquadrar até mesmo a Deus em nossas caixinhas ou quadrados. Colocamos rótulos e marcas em quem entendemos pertencer a Deus e esses são privilegiados; temos os que são próximos de Deus e da verdade, eles “podem” ser abençoados, mas não tanto quanto… tem os que dizemos que Deus tolera e os que ele suporta e aqueles que à nosso ver, estão totalmente fora do esquema. Isso não tem muito de verdade, é mais uma visão distorcida da verdade e de como Deus lida com povos e nações. Deus ama e quer o bem de todos e o pecado é um mal generalizado que não faz bem a ninguém e a nenhum povo, tribo ou nação. “Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus” (Gl 3.26-28). Cristo é um fator nivelador, que recebe a todos os homens na condição de pecadores perdidos e se apresenta como substituto para suas condenações e oferece a sua justiça, para que todos possam ser aceitos diante de Deus Pai, em igualdade de condições. Aos Colossenses, Paulo repete essas citações, e enriquece o nosso conhecimento. “Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo, e em todos” (Cl 3.11). Ao celebrar a Páscoa lá no velho Egito e posteriormente, as pessoas fora do círculo hebraico, foram contemplados, porque o amor e a graça salvadora está disponível a todos e em qualquer tempo e lugar. Deus não leva em conta o passado e aceita o arrependimento e a conversão de todos em todo lugar. “Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; Porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou; e disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos” (At 17.30,31). Todos podem celebrar a festa do Senhor!!

Obrigado, Pai amado, por nos aceitar em Cristo, que ao se oferecer lá na cruz removeu as barreiras que nos separava de ti pelos nossos pecados e também nos separava uns dos outros; agora podemos amar e ser amados, porque a graça do Senhor nos acolheu e podemos recomeçar com uma nova vida, totalmente transformada. Amém!!

Pr Jason

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s