Lugar Bom Para Morar

Meditação do dia 21/01/2017

 Is 32.18“O meu povo habitará em moradas de paz, em moradas bem seguras e em lugares quietos e tranquilos.

 Lugar bom para morar –Todos os empreendimentos imobiliárias que vemos serem lançados, apresentam as vantagens de se investir ali; pois oferecem toda a infraestrutura necessária, acrescida de áreas de lazer, que vai desde uma piscina, até salão de festas e recepções, campos de golfe, guarita com seguranças 24 horas e monitoramento eletrônico com o que há de mais moderno, tudo por apenas x reais por mês e a entrada só daqui a…. negócio de ocasião. Além de terra ser sempre um bom investimento, também a procura por segurança e tranquilidade para se morar, se tornam atrativos aos futuros investidores. Isso também é uma busca do coração humano, desde os primórdios,  sempre se pensa em constituir uma família, vem a necessidade de um local ideal para criar os filhos e manter a família em segurança. Mais pessoas com a mesma idéia, teremos um bairro, um condomínio e até uma cidade, e juntos querem uma nação livre de guerras e brigas por conquistas e imposição de poder à força. O mal está em todos querer a mesma coisa e par chegar ao resultado final, brigarem com todos os demais, fazer a guerra para obter a paz; um absurdo, mas algo muito humano. O nosso Deus sempre ofereceu alternativas boas e viáveis, ao alcance de todos, mas na sua rebeldia os homens imaginam terem ou poderem criar suas próprias soluções e assim vamos de guerra em guerra e de geração em geração, quase alcançando o objetivo. Mas o tempo de isso ser visto de fato, não está tão longe, no tempo do governo do Messias; onde ele fará cessar o ímpeto violento humano e estabelecerá um governo de justiça e retidão, proveniente da verdadeira fonte de paz, que ele mesmo. Por mais adverso que seja, mas a humanidade vai se adaptando a viver no fio da navalha, em termos de estresse e perigos. Um item de benefício levam pessoas a escolher continuar correndo todos os demais riscos, e uns se adaptam e até começam a tirar proveito econômico das crises e se torna meio de vida. A filosofia do quanto pior melhor, se torna uma ótima alternativa, abre um espaço e nicho de negócios que não prosperaria numa circunstancia de paz e segurança, pois eles oferecem a “paz e a segurança” como produto de consumo. Quero falar como cristão, de linhagem evangélica e que acredita de fato e de direito nas Escrituras Sagradas: A solução para o quadro que ora vemos instalado, onde o estado praticamente já perdeu o poder e o controle, e os líderes não mais representam o povo que os elegem e constitucionalmente se delegam o poder. O pregação do Evangelho e os resultados da conversão e novo nascimento, é a única ferramenta que pode desarmar e desmontar todo o processo destrutivo em que vemos em curso. O estado não tem meios de regenerar nenhuma única pessoa; a justiça não tem mecanismos adequados para restaurar e reintegrar pessoas novamente à sociedade; a polícia não consegue prender e deter todos os promotores de males e desordem. Só Deus, pode fazer algo e Ele o faz através da igreja, da pregação do Evangelho, pela conversão e regeneração. Jesus salva, cura, liberta e transforma, definitivamente; e só a Igreja pode pregar o Evangelho da graça de Deus. Nem estado, nem ongs, nem quais quer órgãos do 3º setor. Só Jesus Salva, e só a igreja legitimamente o representa, e você e eu somos parte disso. É nós, ou ninguém! Você está consciente disso?

 

Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores, nós o teu povo estamos no momento da história onde somos imprescindíveis para o trabalho para o qual fomos salvos e comprometidos. Desperta-nos, para despertarmos mais pessoas para se comprometerem com o que realmente importa. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Outras Fontes de Confiança

Meditação do dia 20/01/2017

 Is 31.1“Ai dos que descem ao Egito em busca de socorro e se estribam em cavalos; que confiam em carros, porque são muitos, e em cavaleiros, porque são mui fortes, mas não atentam para o Santo de Israel, nem buscam ao Senhor!.

 Outras fontes de confiança – Não raro me pego pensando em como era a vida do povo de Deus, Israel na vida diária das pessoas, das instituições de governo, comércio, famílias e tudo o fazemos no nosso dia a dia. Parece que a concepção deles de reino de Deus, não tem o peso religioso que damos a nós mesmos em se pensando em igreja e servir a Deus. Paro para observar até mesmo na vida de Jesus, que é o nosso maior exemplo de liderança e ninguém entende mais de reino de Deus do ele, pois Ele é Deus, é o Rei dos reis e o Senhor dos senhores; não creio que haja alguém que entenda mais de adoração, receber adoração do que ele também. Ainda mais, dependência do Espírito Santo, certamente não há parceiro mais firme do foram os dois nos dias terrenos do mestre. Entender o tempo das promessas e profecias, quem mais sabe disso tão bem, se ele foi quem as proferiu e ele é o senhor dos tempos! Estou dizendo isso, porque observando os passos do Senhor aqui na terra, com os discípulos e nos seus ensinamentos, dificilmente alguém diria que Jesus era um religioso contumaz, que levava isso muito à sério! Não é interessante notar que Jesus viveu cerca de 33 anos, sendo que só os últimos 3 anos e meio e que foram propriamente gastos no ministério, cultivando um ministério público onde atendia a todos, ensinava e curava e fazia grandes discursos de ensino; teve um ministério particular, ligado diretamente aos doze discípulos que posteriormente nomeara como apóstolos; por vezes ele falava ao povo, mas de olho e com propósitos restritos no pequeno grupo e até interpretava dava explicações melhores em particular a eles. Para esse pequeno grupo fora reservado certos atos mais íntimos e revelações mais detalhadas do rei, do reino e do futuro. Mas ele não agiu, ou instruiu a ninguém deles a destruir qualquer das instituições existentes, e olha que algumas delas eram coisas de matar! Jesus não escreveu um, livro, uma postila sequer; não foi a um seminário quer para estudar quer para dar aulas; não fundou nem uma igreja, nem missão, nem ong; não se envolveu com sistema educacional, política ou religiosa dos seus dias; ele frequentava o templo, sinagoga, tinha e visitava amigos, pagava impostos, gostava de crianças, tinha muito boa noção de tempo útil para trabalhar, descansar, orar e estar disponível para atender pessoas. Não mostrou desprezo por nenhuma instituição e nem pelas pessoas nelas envolvidas, só não engolia o mau uso do poder e autoridade em benefício deles mesmos e o uso das leis e lugares sagrados para fins egoístas e mesquinhos; não problemas com ricos e nem com pobres, não optou por nenhum lado da disputa, mas foi sério em exigir honestidade e retidão em todos os procedimentos. Por que estou falando isso? Porque vivemos uma distancia entre o que vemos nas páginas da Bíblia e a prática extremada, para um lado ou para o outro; de um lado tem pecado demais, até pensar em não pecar já é pecado e do outro lado, nada e de jeito nenhum é pecado; de um lado, Deus faz conta e vai requerer até pedaços de cabelo e unha que foram cortados ou enfeitados e por outro lado, não tem limite algum é um vale tudo…em certos círculos a vida é muito preciosa e deve ser guardada e por outro ela é só um detalhe, e em nome do reino ou da vontade de Deus, pode ceifar tudo e qualquer coisa, quem cruzar o caminho é inimigo do reino é infiel e pode ser detonado. Não estou me referindo a Cristãos X muçulmanos; Ateus X cristãos; Os da fé X Os do mal. O texto de Isaías mostra que Deus não tinha problemas com quem quer que seja ter um exército, ter uma cavalaria, infantaria, tropa de elite… fazer alianças com vizinhos e nações amigas. Ali é contestado a confiança NESTAS COISAS, deixando Deus de lado e buscando soluções humanas para situações que eram da alçada divina. Como vemos hoje. As instituições precisam da nossa confiança, terem credibilidade, mas elas não substituem Deus e não são respostas para fé. Unir e misturar atos de governo e o próprio governo com religião é ruim e perigoso, mas destituir Deus e inadmitir sua existência e seu poder publicamente, é erro mais grave ainda. Nós, o que faremos? Estamos aqui para ser Sal e Luz – precisamos fazer a diferença, para o bem!

 

Obrigado Pai, pois certamente do modo como idealizaste é o melhor e o mais produtivo e Jesus demonstrou que isso é plenamente possível e viável. Te peço sabedoria e graça, para viver isso como pessoa, e também ajudar aos outros na compreensão da tua vontade. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Saber Mas Não Querer

Meditação do dia 19/01/2017

 Is 30.8“Porque assim diz o Senhor Deus, o santo de Israel: Em vos converterdes e em sossegardes, está a vossa salvação; na tranquilidade e na confiança, a vossa força, mas não quisestes.

 Saber mas não querer – Desde que me entendo por gente eu ouço as pessoas dizerem: “Se Deus quiser!” Na verdade isso é um tipo de mantra, ou mesmo uma resposta automática do que socialmente se espera que “cristão” responda. Nossa cultura não é fatalista, como por exemplo a islâmica o é. Se Alá quer, acontece, se ele não quer, não acontece, ninguém escolhe ou determina nada. Não pensamos assim, estamos mais para “faça a tua parte que eu te ajudarei!” Hoje, nem mesmo dá para culpar o Pós-Modernismo por todo o relativismo que vemos adotado. Não havendo mais absolutos, como Deus, igreja, fé, verdade, autoridade, tudo está disponível ao sabor de cada um, a minha verdade é tão boa quanto a sua. Corre-se mais em função da satisfação e gratificação pessoal, do que por fundamentos estáveis e resultados duradouros. Ninguém fica preso a nada e a ninguém, pois o importante e o que interessa e estar bem e feliz; ainda que isso traga prejuízos para outros. Estou dizendo isso, porque a atitude humana de fazer escolhas ruins, mesmo sabendo e podendo fazer escolhas melhores, não é coisa atual, mas tão antiga quanto o próprio homem. À começar por Adão, a lista chega até Jason, passando por séculos e séculos de escolhas como essas que o profeta Isaías aponta. Se converter, significa reconhecer o caminho em que se está, como errado, ou não o melhor é mudar de direção, para um revelado como seguro. Mas é comum ouvir pessoas admitindo que sabem que estão no caminho errado, sabem que existem alternativas melhores, mas justificam continuarem ali, pela satisfação momentânea ou por já estarem acostumadas e por estarem assim a tanto tempo, não compensa mais fazer uma mudança agora. Ninguém quer se perder, mas admitem viverem perigosamente e risco sempre iminente de destruição. Depois de tempos de lutas e conquistas, chega o momento de aquietar, sossegar e desfrutar do que se adquiriu; mas uma insatisfação interior move as pessoas para nunca estarem felizes, satisfeitas com o que conseguem e muitos nesta busca desenfreadas acabam perdendo parte quando não, tudo o que penosamente conseguiram por esforços de anos de trabalho. Por que tantas pessoas caem nos golpes e ofertas mirabolantes de lucros e milagres financeiros? Ganancia, usura, vontade de se ter mais de modo mais rápido, mas fácil do que é realidade. Gente, números são números, não existe milagre financeira, como dizem no mundo dos negócios, “não existe almoço grátis,” alguém sempre paga a conta. Corra de promoções boas demais, ganhos fáceis demais, tudo que for  fácil demais, evite. O modo divino de nos cuidar, abençoar, prosperar é pelo nosso trabalho, pela boa administração, boa mordomia e fidelidade, honestidade e generosidade. Descanse no Senhor, na bênção que ele já te deu e você conseguiu de fontes limpas, honestas e justas.

 

Pai, obrigado por se importar conosco e ser a nossa fonte de segurança e paz interior. Faz parte de tuas promessas suprir para nós o necessário e o suficiente para cada dia, e isso não tem faltado aos teus servos. Obrigado, pela generosidade de nos fazer abundar em tudo podermos também abençoar outros que necessitam mais do que nós. Em nome de Jesus. Amém.

 

Pr Jason

A Ilusão nos Sonhos

Meditação do dia 17/01/2017

 Is 29.8“Será também como o faminto que sonha que está a comer, mas, acordando, sente-se vazio; ou como o sequioso que sonha que está a beber, mas, acordando, sente-se desfalecido e sedento; assim será toda a multidão das nações que pelejarem contra o monte Sião.

 A ilusão nos sonhos – Não sou perito em interpretação de sonhos, como o foi José, lá no Egito ou Daniel, na Babilonia; aliás, estou fora desta lista e não sou nada místico em atribuir significados a todo sonho ou a qualquer sonho; mas reconheço que é um meio bem natural no qual Deus comunica com seus filhos ou com quem ele queira revelar algo. Costumo prestar atenção e estudar as possibilidades de aprender com situações similares ou ligadas aos sonhos. Algumas coisas que já constatei e não deixa de ser interessantes: Sonhamos sempre no nosso idioma, mesmo que no sonho se esteja no exterior ou com pessoas que falam outros idiomas. Para sonhar num outro idioma, é necessário dominar muito bem essa língua, de tal forma que até inconsciente, ou no subconsciente se lide naturalmente numa língua não nativa. As comidas e bebidas nos sonhos parecem muito apetitosas e bonitas, cheirosas, mas na verdade não se tem paladar, gosto e nem cheiro ao degustar qualquer coisa no sonho. Parece que antes desta minhas percepções, o profeta Isaías já transmitiu isso direto de Deus, afirmando que o faminto come bastante no sonho, mas quando acorda fica decepcionado, pois continua faminto e o sedento, sonho bebendo aquela água mineral, estupidamente gelada e quando acorda, está com a garganta seca e a sede continua ali e maior ainda… era só um sonho! Até dizemos que sonhar não custa nada, pode sonhar que é rico, que é lindo, famoso, mora em… mas quando acordar, volta tudo ao normal. Já aprendi também que alguns elementos nos sonhos são constantes variando nos detalhes circunstanciais, por exemplo: Água, sonhar com aguas – bom ou ruim tem a ver com estarem limpas ou sujas, calmas ou turbulentas, trazem bons sentimentos ou amedrontam, assustam e são perigosas. Sonhar com anjos, demônios, aparições que dão sensações de ser ou não do bem ou do mal – é bem constante a forma de discernir os bons dos ruins pela sensação de suas presenças, os bons trazem paz, segurança e confiança, os do mal nos deixa inquietos, desconfiados, temerosos ou suspeitando desde o início e quase sempre se deve prestar atenção em detalhes e pormenores, os do mal sempre tem algum traço ou aspecto negativo, deficiente, sujo, faltando alguma coisa ou membro; estes detalhes fazem diferença no resultado final. Espero que estas minhas percepções ajudem, mas lembrem-se que isso não é um manual, não é bíblico e nem canonizado, e também de pessoa para pessoa há um modo como Deus trata e como ele se revela, sua comunhão e intimidade é seu guia mais seguro. Voltando ao texto de hoje, Deus usou essa ilustração para se referir ao “sonho” que muitos povos, nações e conquistadores tem de atacar o povo de Deus e varrê-los do mapa, alguns até hoje não escondem esse desejo e o falam publicamente ao vivo e à cores… Então Deus diz: “Vai sonhando…” Lembra do que o Senhor disse sobre isso já no chamado de Abraão; “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem…” (Gn 12.3).

Eu sonho com a redenção do povo de Deus, com a glória do reino de Deus, estou entre os que oram e abençoam, eu creio no poder da bênção.

 

Senhor, obrigado por nos dar sonhos, no coração e na vida e poder também partilhar dos teus sonhos. Abençoe-nos e dá-nos o discernimento para conhecer e experimentar o melhor de ti para nós, em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Receber Instruções Divinas

Meditação do dia 17/01/2017

 Is 28.26 O seu Deus o ensina, e o instrui acerca do que há de fazer.

 Receber instruções divinas – Ouvi um testemunho sobre uma jovem da Indonésia, e quem relatou foi o pastor da igreja dela, portanto tem credibilidade. Ela era cega e bastante dependente da família, mas se converteu a Cristo e isso não é aceito pela religião radical da família, que não conseguindo dissuadi-la da nova fé, a expulsou de casa. Ela foi acolhida pelas pessoas da igreja e investiram no discipulado dela. Ela se sentia um tanto desconfortável por viver dependendo de ajuda de pessoas para sobreviver e num momento devocional, em oração, ela diz ter recebido no seu espírito, uma revelação sobre uma forma de fazer um tipo de salgadinhos de banana verde, tipo chips, (que é muito com lá). Ela conseguiu os materiais e vasilhas e se dispôs a fazer, mesmo com a limitação da deficiência visual e nenhuma prática de cozinha. Ela arrasou, o produto dela tinha um diferencial de todos os demais existentes e rapidamente ele conquistou mercado e independência financeira. Perguntada sobre o segredo, ela diz que está no tempo exato de retirar da fritura e ela o faz sozinha e quando está no ponto exato, algo inexplicável dá um toque na sua mão, e ela sabe que está no ponto certo. Conheci pessoalmente um diácono de uma de nossas igrejas em São Paulo, engenheiro químico, que falira em seus negócios ficando com muitas dívidas e problemas. Numa madruga, prostrado em oração veio um monte de números em sua mente, ele sentou e escreveu e ao estuda-los, era uma fórmula química; Ele patenteou e produziu, e foi o primeiro produto vedante, impermeabilizante na construção civil no Brasil e foi líder de mercado por muitos anos. Do que é que Deus não entende? O que é impossível para Deus? Ele fala, ele se revela, revela coisas e informações, ele instrui as pessoas e ajuda em situações que sem sua intervenção não aconteceria nada. O difícil, não é
Deus se revelar ou dar instruções, mas sim, o homem receber, captar, interpretar o que está sendo comunicado. Certamente não é porque vem por códigos muito enigmáticos e complicados, somos nós que complicamos. Como disse alguém, no caso do profeta Balaão, Deus fazer a jumenta falar foi fácil, o difícil foi fazer o profeta ouvir. Aqui no texto de Isaías, Deus está falando como ele instrui o agricultor sobre suas práticas de cultivo, colheita e manejo dos produtos e ele afirma que o homem não chegou nesse conhecimento por via de erros e acertos, experimentos e mais experimentos até chegar ao ideal; Deus deu a dica como proceder em cada tipo de cultivo e colheita, utilizando os mecanismos e instrumentos, maquinarias e implementos disponíveis naquele tempo. Deus instruiu Adão, seus filhos, Noé, Abraão, Moisés, Josué, Gideão, Sansão, Davi, os apóstolos, pais da igreja, cada um no seu tempo, no seu modo, cultura, tecnologia e etc. Será que só no nosso tempo, Deus não instruiu mais? Não se revela mais? Claro que sim! Se a única maneira de sua vitória, livramento ou sucesso acontecer, depender de um milagre divino, então tá mais próximo do que antes. Milagres, sempre foi o prato do dia para Deus. Mas você está disposto a se preparar? Pagar o preço em oração, santidade, humildade e disponibilidade? Se não estiver, vá se conformando, porque está no lugar certo, na condição certa, pronto… para viver nesse nível, no raso, na mediocridade, no pequeno e no pouco. Sempre se colhe de acordo com o que se planta! A prosperidade tem a ver com o investimento, quantidade e qualidade. Onde estava no tempo de estudar? Tem buscado qualificação? Aperfeiçoamento? Tem investido no seu desenvolvimento pessoal, profissional, ministerial, ou fica de boca aberta esperando cair do céu?

Senhor, obrigado por se revelar aos teus filhos e nos instruir e abençoar em situações que muito especiais. Dá-nos visão com o mesmo ponto de vista do Senhor. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Raízes, Flores e Frutos

Meditação do dia 16/01/2017

 Is 27.6 Dias virão em que Jacó lançará raízes, e florescerá e brotará Israel, e encherão de fruto a face do mundo.

 Raízes, Flores e Frutos – Dias virão, se refere a dias que estão no nosso futuro, ainda. Então as expectativas são boas, ou as melhores. O futuro final, dos povos como nações, e das pessoas como indivíduos estão dentro de um contexto de redenção planejado por Deus e que vem sendo executado desde a eternidade. Abraão foi chamado para ser o pai de uma nação que fosse o canal da bênção divina para todas as famílias da terra. Nada disso mudou! Nada mudará! Por mais que Israel tenha se metido em problemas e se espalhado entre os povos por toda a face da terra, sempre houve um remanescente e os meios para tudo acontecer conforme o planejado sempre prevaleceu. Se olharmos um mapa, especialmente voltado para o Oriente, veremos muitas nações, com territórios vastos, e encravado no meio deles, está Israel, tão pequeno, que parece uma cunha, cravada num tora de madeira enorme. Se perguntarmos, qual de todas aquelas nações seriam capazes de encarar Israel em combate, numa guerra, sabemos todas gostariam de fazer isso, mas ninguém, tem coragem e muito menos recursos, meios de enfrentar e vencer. Israel tem poder, tem tecnologia, tem instrumentos e coragem para se defender e fazer um estrago em qualquer potencia mundial que ousar isso. Biblicamente falando, o único maluco suficiente para tentar isso, é o anticristo, mas já sabemos o final da história, quando tudo parecer liquidado, eis que aparece o Leão de Judá, o Nazareno e põe fim, mas fim mesmo, nessa história. Acredito, a minha fé bíblica me aponta que Deus ama todos os povos, todas as nações e que Ele Deus seu filho para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Não precisamos ser ou adotar posturas pró alguém e anti-alguém, em termos de povos e nações. O papel da igreja é exatamente o papel dos descendentes de Abraão, agora o somos pela fé em Cristo, não mais biologicamente. Na promessa ao pai da fé, foi dito que seria pai de multidões como as estrelas do céu ou a areia dos mares; mais do que são os hebreus até hoje, é o número dos redimidos, comprados e lavados no sangue de Jesus e que cumprirão os propósitos eternos de Deus. Israel, como nação, não saiu do páreo, mas “…lançará raízes, e florescerá e brotará Israel, e encherão de fruto a face do mundo. Tá escrito! Veja o que escreveu o Apóstolo São Paulo: Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação. E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude! (Rm 11.11,12).

 

Pai, graças te damos, por sermos chamados teus filhos, em Cristo Jesus. Não somos substitutos dos filhos de Israel e nem somos um plano B, somos herdeiros das promessas de Abraão, através da redenção em Cristo Jesus. A glória e a honra, sempre será do Senhor e para o Senhor. Amém.

 

Pr Jason

Firmeza de Propósito

Meditação do dia 15/01/2017

 Is 26.3 Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti; porque ele confia em ti.

 Firmeza de propósito – Praticamente toda pessoa ou instituição bem sucedida tem em comum a característica do FOCO. Saber o que se é, o que se tem e o que se pretende ser ou atingir. Começando do básico, vai se implementando novas práticas que somando forças fará toda a diferença no final. Obstáculos todos enfrentam e por isso que é imprescindível aprender a superar dificuldades, isso tornam mais fortes e mais competentes para prevalecer. Espiritualmente é assim também; as conquistas nossas de cada dia e o sucesso de uma igreja ou de um empreendimento, passam por esses tempos de testes e desafios; eles não são contra nós, ao contrário, são à nosso favor e aprendendo tirar proveito, até vento contrário leva o barco avante, é só saber manejar as velas. Quando Israel saiu do Egito, havia a possibilidade de tomarem uma rota bem mais curta em direção à Canaã, que fariam o percurso em torno de dois meses de caminhada. Mas a escolha do caminho pelo Mar Vermelho, Sinai, deserto e etc. foi iniciativa divina, justificado pela inabilidade dos hebreus em combate e naquele caminho mais perto, os adversários eram mais fortes, e os combates seriam mais intensos e eles não estavam prontos, organizados e sem experiências. Se não fora a desobediência e rebeldia, teriam chegados na sua posse em cerca de dois anos, já uma nação, não um grupo de fugitivos escravos. Normalmente, somos nós mesmos que atrasamos o andamento dos planos de Deus para nós e nossas vidas. Mas, estamos em campo para batalhar e aprender. A mensagem de Isaías é muito confortadora, porque Deus conservará em paz a quem tem um mente focada nele; propósitos bons e firmes, bem concebidos, calculados sob oração e humildade. A razão do sucesso, não serão os planos bem feitos, nem as equipes bem escolhidas e treinadas, nem a logística ou os métodos, mas Deus – ele é o motivo do sucesso. A nossa fé firme e bem fundamentada, não é para fazermos coisas grandes, mas para cooperarmos com aquele que é grande e faz coisas grandes. Tudo o que Deus faz dura para sempre, porque ele é Deus e é eterno e faz as coisas nesses princípios. Tudo o que o homem, nós fazemos, tem a nossa marca, a nossa longevidade e a qualidade de se tornar obsoleto em pouco tempo. A criatividade de Deus é infinita para criar soluções boas, permanentes, como fez com Isaque no tempo de seca e todos indo embora para buscar salvar o que pudesse, ele prosperou em tudo ao ficar como Deus lhe dissera. Jacó, no processo de produzir rebanhos nas cores favoráveis quando Labão lhe queria dar prejuízo. A viúva nos tempos de Elias, com um pouco de farinha e azeite, cuidou do profeta e Deus cuidou de todos. A outra viúva no dias de Eliseu, com a botija de azeite. Davi, Neemias, Ester, Daniel, os apóstolos, nós hoje em dia. Fazer do jeito de Deus, com foco na fé, firme, esse é o caminho.

Senhor, que os nossos olhos não se retirem de ti e nossas mãos sejam ágeis em operar em parceria contigo. Ilumina os teus filhos com sabedoria dos céus e ajuda-nos a prevalecer, segundo os teus próprios planos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Sem Morte, Sem Choro

Meditação do dia 14/01/2017

 Is 25.8 Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse.

 Sem morte, sem choro – Esse versos do contexto imediato parecem parte do capítulo 15 da primeira carta de Paulo aos Corintos, onde ele também fala da consumação do tempo da redenção onde o último inimigo a ser aniquilado é a morte. Para quem não tem familiaridade com as Bíblia, isso é uma peça de ficção, pois matar a morte parece algo intrigante. Nas atuais circunstancias da existência humana e do nível de conhecimento adquirido, a dona morte é a única adversária que ainda não tem páreo para ela. Para os cristão, esse verdade é verdade até a página três, pois na verdade, Jesus a derrotou lá na cruz e já tomou de alguém as chaves da morte e do inferno. Claro, ainda não para sabermos exatamente todas as implicações desses fatos; mas sabemos que para os que creem, só pode ser coisas boas. Apocalípse e as escrituras escatológicas, mostram um tempo e um lugar em que não sofrerá os efeitos do que hoje conhecemos e experimentamos sobre a morte. A frieza com que ela recolhe pessoas, boas e más, novas e velhas, em circunstancias normais e aguardadas, mas também estúpidas e inexplicáveis e difíceis de receber consolo. Ela vem, leva e não dá satisfação dos seus atos, não explica e não tá nem aí para o que pensam ou dizem. Ela não faz acordo, não faz promessas e nem ameaças, ela é ela e pronto. Mas quando esse poder se tornar inoperante, toda a indústria em volta dela, perde o sentido e o mercado. Sem morte, não tem caixão, não tem velório, não tem empresa funerária, não tem coveiro, não IML, não tem autópsia, não tem preservação de corpos, não tem intercessão pela alma do falecido, não tem atos de intenção, fecha os cemitérios, os crematórios, a turma dos mármores e ornamentos perdem os clientes; os consórcios de serviços do ramo vão falir; ninguém vai mais antecipar jazigos etc e tal e nem dá pra notar de pronto quanto coisa muda. Bom, vai dar para celebrar ainda mais a vida e levando em conta, que todos os que participarem dessa etapa, amam a vida, trabalharam pela vida, lutaram pela preservação da vida e sempre combateram a morte e a tiveram como inimiga; então não precisarão do contraponto da tristeza par valorizar a alegria; ter que chorar a morte para meditar na preciosidade da vida; já o fazemos agora! A pessoa que mais importância tem para nós, atende por “príncipe da vida, autor da vida, caminho verdade e vida! Viver sem opróbrio, isto é, sem motivos de vergonha, desonra é simplesmente bom demais para quem enfrentou tanta oposição, mentiras, falsidades, e possibilidades de errar e cair, mas pela graça permaneceu firme e venceu! A vida Cristã Promete! E cumpre!

Pai, obrigado, porque em esperança vivemos a cada dia, certos de que aquele que nos prometeu é fiel e capaz de honrar e recompensar a fé dos fiéis. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Quando o Senhor Reinar

Meditação do dia 13/01/2017

 Is 24.23 E a lua se envergonhará, e o sol se confundirá quando o Senhor dos Exércitos reinar no monte Sião e em Jerusalém, e perante os seus anciãos gloriosamente.

 Quando o Senhor Reinar – Vamos pensar no futuro? Mas vamos pensar num futuro bom, promissor, feliz e real, o futuro idealizado pelo Senhor nosso Deus e já profetizado nas Sagradas Escrituras. Eu estou com um olho no gato e outro na sardinha, em termos de história e escatologia. Não deixo de olhar as páginas da Bíblia, não só em Apocalipse, como nos demais textos proféticos, sem contudo deixar de olhar o cenário político-social ao redor. Será apenas eu, ou tem mais gente de olho no atual líder da Turquia, da Rússia? Na composição e decomposição da União Europeia? No populismo e nacionalismo exacerbado tomando conta de nações até então tidas como estáveis? Na verdade tudo se encaminha para um desfecho já pré-estabelecido e ascensão de um homem forte, um governo forte que se transformará naquilo que chamamos popularmente de “anticristo.” Mas como antes das coisas melhorarem elas tendem a piorar, então estamos no caminho certo; pois as coisas vão piorar muito, a ponto das pessoas cederem à idéia de alguém bem competente e carismático que se proponha a resolver os problemas, apresentar boas soluções e ainda de brinde, promover a tão sonhada paz mundial. Bom, para nós, sem o Príncipe da Paz no comando, todas as promessas e projetos vindos de mentes humanas egoístas e sedentas de poder, serão fadas ao fracasso. Mas Deus tem promessas boas e duradouras para aqueles que nem esperam e que se propõem não só a esperar, mas também à trabalhar para isso se torne real; é a isso que chamamos de vocação ministerial, identidade de Reino e compromisso com a verdade. Isaías, no texto de hoje, nos leva a vislumbrar até com licença poética, o tempo em que Deus efetivamente estiver no controle das coisas, na plenitude do governo de Cristo, aqui mesmo, no planeta terra. A glória e manifestação divina será tão presente que o sol e a lua ficarão com “complexo de inferioridade!” Eles se envergonharão ante ao que realmente se chama luz, brilho, esplendor e glória. Imagine um vagalume vaidoso, à meia noite se gabando e desafiando o sol para ver quem brilha mais… diria o sol: “Espere até o meio dia….” O Rio de Janeiro não se gaba de ser a “cidade Maravilhosa?” Espera ela ver a Nova Jerusalém! Paris não se diz a “Cidade Luz?” Não espanta ela não! E assim com cada “maravilha da terra.” O que temos que fazer? Já foi feito! Jesus, o Cordeiro de Deus já efetuou a obra da redenção e a disponibilizou a todo aquele que nele crer. Vencedores? Não! Mais que vencedores, por amor daquele que nos amou. É para isso que fomos chamados, comprados, regenerados, justificados, santificados e também seremos glorificados. Vem com a gente?

Àquele que era, que é e que há de vir, seja a honra, a glória e o poder, para sempre, amém. Nós o aguardamos, Senhor da glória!

Pr Jason

O Poder do Comércio Exterior

Meditação do dia 12/01/2017

 Is 23.12 Quem formou este desígnio contra Tiro, distribuidora de coroas, cujos mercadores são príncipes e cujos negociantes são os mais nobres da terra?

 O poder do comércio exterior – Tiro e Sidom foram cidades-estados muito famosas na antiguidade por suas forças comerciais, através das rotas marítimas e seus portos movimentados, que atraiam riquezas e com elas os seus efeitos colaterais: Poder, dominação, opressão, escravidão, imoralidade, pobreza e escravidão, tudo num único caldeirão. No verso três ela era chamada de “feira das nações, isso já naquela antiguidade.” Vivemos hoje no que chamamos de aldeia global ou mundo globalizado. Agora tudo está perto e fronteiras é uma palavra que representa muito pouco. Isso trás aos cidadãos globais muito coisa boa e paralelamente muito risco e perigo; pois assim como há gente do bem estabelecendo contatos e prestando serviços de qualidade e facilitando as relações, vem pelas mesas vias os cambalacheiros de plantão, invadindo, pilhando, destruindo e deixando rastros ou não, que exigem mais e mais cuidados. Há grandes centros para tudo, e cada um procura se especializar e assim manter sua hegemonia e atrair seus públicos, como se fossem ruas movimentadas de centros comerciais nos moldes do século XX. Asssim, quem quer entretenimento cinematográfico, o endereço é Los Angeles; Investimentos e variedades, Wall Street em e Nova York; serviços bancários, é ali na Suiça e aproveite e coma um bom chocolate; quer levar as crianças para o parque, é ali em Orlando; o negócio é moda, dá um pulinho ali em Paris e Milão; quer precisão administrativa e tecnologia, Singapura é o point. Você gosta de exageros, Dubai te espera com mania de grandeza; um lugar tranquilo para trabalhar, viver se educar… o Canadá oferece boas opções; governos eficientes, vá visitar os nossos amigos nórdicos, Suécia, Finlandia, Noruega, Dinamarca… Agora, com economia globalizada, uma crise num centro detentor de poder, afunda muita gente hoje, como acontecia com a cidade de Tiro, que era uma “destruidora de coroas,” pois os forte lá eram príncipes e nobres da terra. Não são os pobres necessariamente que produzem as grandes revoluções e tomadas de poder, pois na verdade, por serem muitos e massas críticas socialmente falando, eles são facilmente manipulados por ideologias que os manobram ao querer dos ventos dos cabeças; já vimos esse filme se repetir muitas vezes e em lugares bem diferentes mas com os mesmos resultados. Tudo o que precisamos é fazer o trabalho que Deus nos confiou como igreja, num papel de sal e luz, para abençoar e cuidar para o amor e os propósitos divinos se materializem a todos os povos. O cristianismo tem uma proposta de conquistar o mundo para Deus e isso é bíblico, o que não é nem bíblico e nem correto é dominar politicamente de forma corrupta através da religião e acabar produzindo um tipo de opressão pior ainda do que de governos tiranos; a “Igreja” fez isso uma vez e não foi nada bom. O Islã tem uma proposta de conquista, mas já vimos que são também perigosos e opressores e em nome de Deus, repetem os mesmos erros que os chamados cristãos, cometeram. Não permita que sua fé seja objeto de manobra e manipulação financeira e social em nome do “nosso ministério.” O Evangelho é simples e chama a um estilo de vida simples, piedoso e de serviço.

Pai, graças por ser o supridor de todas as nossas necessidades e mesmo sendo o dono e senhor de todas as riquezas, honras e glórias, isso nunca é utilizado para oprimir ou forçar a vontade dos homens. O Senhor é bom, o tempo todo e para sempre! Amém.

Pr Jason